INTERNACIONAL: Safras recordes no Brasil e na Argentina podem provocar queda nos preços da soja

Publicado em 12/04/2010 08:56 e atualizado em 12/04/2010 10:37 1510 exibições

Os preços da soja podem cair por conta de uma estimativa de que as produções recordes de soja no Brasil e na Argentina farão com que a oferta supere a demanda. As informações são da revista Oil World.


As cotações da soja a futuro caíram 8,7% em Chicago este ano. Estimativas do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) de colheitas recordes no Brasil e na Argentina – que irão totalizar uma safra de aproximadamente 120 milhões de toneladas – estimularam essa queda. O volume produzido será 35% superior em relação ao ano passado.


Os preços da soja norte-americana que está chegando ao Porto de Rotterdam, na Holanda, apresentam um recuo expressivo em relação aos preços atuais, chegando a cerca de US$350 por tonelada no segundo semestre do ano comercial 2009/2010. Nos seis primeiros seis meses do mesmo período, que se iniciou em 1º de outubro, os preços alcançaram patamares de US$428/tonelada.


A produção mundial de soja pode exceder a demanda global em 20 milhões de toneladas na temporada 2009/2010. Ainda assim, o fornecimento de óleo vegetal não será capaz de atender a demanda, pois grande parte dos grãos está sendo usada para a produção de ração. Paralelamente, os produtores da Argentina e do Brasil estão retardando suas vendas por conta da queda nos preços.


Segundo Thomas Mielke, diretor de negócios da revista Oil World, haverá muita ração no mercado no segundo semestre desse ano comercial por conta de um aumento no esmagamento, o que gerou uma pressão nos preços do alimento animal.

 

Com informações da Bloomberg

Tradução: Carla Mendes

Tags:
Fonte:
Redação N.A.

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

2 comentários

  • Antonio José de Mattos Barbosa Ferraz - PR

    Típico balão de ensaio,noticias plantadas;Acredito que o mercado internacional tenha já absorvido (informação) dessa ¨SUPER¨safra latina.

    0
  • Dalci Paranhos Mesquita Maringá - PR

    Penso que a soja esteja indexada muito mais a energia, caso de biodiesel-brasileiro, do que a alimento. Com isto enquanto o Petróleo se manter nos níveis de hoje entre 80 a 85 dollares o barril,não tem espaço pa queda dasoja não, o que é bom para o agricultor brasilieiro.

    0