INTERNACIONAL: China importa mais e soja bate os US$10

Publicado em 22/04/2010 11:05 1514 exibições
As cotações da soja em Chicago, na última quarta-feira, romperam os patamares dos US$10 por bushel pela primeira vez desde janeiro. Esse avanço se deu por conta do bom desempenho das importações chinesas, que vem dando sustentação ao mercado.

A demanda por farelo de soja na China, o país que mais utiliza ração no mundo, pode crescer por conta de estimativas que apontam um aumento nos estoques de suínos.  As compras podem aumentar ainda mais caso haja estimativas de alta nos preços, com as fábrincas tentando garantir seus estoques, disse Chen Baomin, analista da Jilin Grain Group Co.

Medidas adotadas pelo governo da China para impulsionar os preços dos suínos e estimular a disputa pelas importações de óleo de soja (depois de embargar o produto argentino) estimularam ainda mais as compras da oleaginosa, que será destinada ao esmagamento para produção de óleo e farelo. 

“O mercado está cada vez mais otimista por conta desse aumento no consumo de farelo de soja”, afirmou um pesquisador nacional chinês. No final de março, o plantel de reprodutores aumentou 11% os estoques totais de suínos do país. Esse incremento se deu pela alta capacidade de reprodução desses animais. O índice normal de aumento, nesse período do ano, é de 9%. Além disso, “a demanda por farelo de soja tem uma base estável”, porque não é fácil alterar o tipo de alimento dado aos suínos.

Com informações da Bloomberg
Tradução: Carla Mendes

Tags:
Fonte:
Redação N.A.

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário