Pressionada por dados do USDA, soja encerra com queda de 14 cents na CBOT

Publicado em 10/09/2010 15:18 e atualizado em 10/09/2010 17:18
856 exibições
A soja fechou com expressiva baixa nesta sexta-feira na Bolsa de Chicago. Os preços apresentaram recuo de dois dígitos, pressionados pelos dados do relatório mensal de oferta e demanda do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) que elevaram a estimativa para a safra 2010/11 norte-americana de soja de 93,44 para 94,80 milhões de toneladas.

Mesmo com estimativas do departamento elevadas para as exportações, as cotações que vinham encontrando sustentação na demanda global firme e aquecida, principalmente por parte da China, não conseguiram segurar os ganhos na sessão de hoje - com os investidores dando mais atenção à oferta elevada do que à demanda.

Além da estimativa maior para a produção, a redução feita nos estoques finais da oleaginosa pelo USDA - de 9,798 milhões de toneladas para 9,53 milhões de toneladas - foi menor do que o esperado pelo mercado, que apostava em reservas somando 8,274 milhões de toneladas.

O vencimento dezembro encerrou o pregão diurno perdendo 15 cents, negociado a US$ 10,31/bushel. Para setembro, a soja ficou em US$ 10,23/bushel com queda de 14,25 cents.

Veja o relatório feito pela XP Agro com os números do USDA na íntegra
Tags:
Fonte: Redação NA

Nenhum comentário