Termina hoje Vazio Sanitário da soja em Mato Grosso

Publicado em 15/09/2010 10:11
453 exibições
Durante o período de três meses, iniciado em 15 de junho, a legislação proibiu o plantio de soja no intuito de evitar o surgimento e a propagação da ferrugem asiática.   

De acordo com o supervisor do Instituto de Defesa Agropecuária do Estado Indea, Jeferson Luis Cambará, neste ano não houve autuações pelo não cumprimento do prazo estipulado, em relação aos produtores de Lucas do Rio Verde.
 
Podemos dizer que em função do trabalho antecipado de educação junto à classe produtora, não só desse ano, mas também de anos anteriores, juntamente com a maior conscientização dos produtores da nossa região, afirmamos que felizmente nessa etapa nós não tivemos nenhum problema. Ocorreram pequenos incidentes, onde foram identificadas plantas guaches, mas os produtores foram notificados e fizeram a destruição, antes mesmo do surgimento de possíveis focos de Ferrugem Asiática, afirmou Cambará.

Um fator que contribuiu para o não surgimento de focos da Ferrugem Asiática durante o vazio sanitário foi à  baixa umidade do ar. Acreditamos que nessa próxima safra irá diminuir consideravelmente a incidência doenças e pragas devido a essa estiagem prolongada que tivemos em nossa região, complemento o supervisor do Idea.

Resta agora para o produtor, esperar que as primeiras chuvas comecem a cair, para que assim comecem a semear as sementes na terra.
Tags:
Fonte: Expresso MT

Nenhum comentário