Grãos encerram com forte alta na CBOT com disputa por área e clima nos EUA

Publicado em 17/09/2010 14:41 e atualizado em 19/09/2010 18:58
1452 exibições
Os futuros da soja e do milho trabalharam em alta no pregão noturno desta sexta-feira (17) na Bolsa de Chicago. Na sessão diurna, o avanço continuou forte e os ganhos foram de dois dígitos para as duas commodities, que encontraram sustentação nas condições climáticas globais adversas e na produção de milho que pode ser menor do que o esperado.

No noturno, o milho para dezembro subiu expressivamente alcançando um patamar maior do que os US$ 5/bushel, os maiores preços desde 1º de outubro de 2008. O suporte vem da produtividade reduzida das lavouras norte-americanas e de especulações de geada na China, que poderia prejudicar a produção local.

O vencimento dezembro encerrou com alta de 17,25 cents, operando a US$ 5,13/bushel. Para maio, US$ 5,30, ganhando 17,25 cents.

Já a soja encontrou sustentação no bom momento do milho e foi impulsionada pela disputa por área na próxima safra dos Estados Unidos. No fechamento, o vencimento novembro ficou em US$ 10,69/bushel, com ganho de 32,75 cents. Para o vencimento maio, alta de 31 cents, fechado a US$ 10,88.

Os futuros do trigo também sobem expressivamente nesta sexta-feira sustentados por preocupações de que os estoques globais serão apertados. Além disso, o bom momento do milho também influencia positivamente o mercado.

Os mercados já estão nervosos com especulações de que as reservas mundiais de grãos serão reduzidos por conta da severa estiagem que atingiu a Rússia e outros países da Europa além do clima frio e úmido no Canadá.

No encerramento do pregão, o vencimento dezembro fechou com alta de 20 cents a US$7,39/bushel. Já o maio, subiu 18,50 cents e ficou em US$ 7,77.

Com informações da Dow Jones.
Tags:
Fonte: Redação NA

1 comentário

  • Vilson Ambrozi Chapadinha - MA

    Vamos pensar comigo.Até poucos dias (60) Tinha trigo sobrando.Tinha e ainda tem soja sobrando(usda 65000000 ton) Tinhamos record de produção milho eua,assim como milho caindo fora dos silos noBrasil (MT).então porque tanta preocupação porque a Russia não fechou suas exportações,porque a china continua comprando,porque atrazou as chuvas no Brasil.ora não seria somente lançar mão dos estoques? ou aguardar a colheita record daqui e dali? Porque os especuladores apostariam com este cenário de estoques confortáveis?Será que a resposta para estas perguntas não seria:PURA MENTIRA.Num mundo just in time ,estamos assistindo que se a colheita não for record todos os anos,alguem fica sem o que comer ou come o que não gosta.Que pena ,que grande pena ,que para manter os agricultores ativos alguém tem de passar fome.Justo os que passarão fome na especulação, são os que aplaudem os governos politiqueiros e irresponsaveis ,que em não se preocupando com , a saude financeira de seus agricultores,estoques estratégicos para os consumidoresos,nos levarão a pior das crises ,a dos alimentos.

    0