Dólar em queda e demanda aquecida impulsionam altas em Chicago

Publicado em 05/10/2010 14:47 e atualizado em 05/10/2010 17:56
519 exibições
Os futuros da soja negociados na Bolsa de Chicago trabalharam com forte alta no pregão diurno de hoje repetindo a a movimentação do pregão eletrônico, que encerrou no azul nesta terça-feira. Segundo analistas, o recuo do dólar nos Estados Unidos atuou como catalisador para os avanços, além de registros de alta nos futuros do ouro contribuindo para a compra de futuros de grãos na bolsa. As boas influências externas geraram ganhos tanto nos grãos quanto nas oleaginosas.

A demanda aquecida e crescente também impacta positivamente nos preços. Hoje o USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) anunciou a venda de 225 mil toneladas de soja para a China. Paralelamente às exportações, a previsão de clima seco no Brasil também contribui para um suporte nos preços.
 
O milho também registrou alta e o incremento superou os 4%. Na última semana, o cereal caiu cerca de quase 11%. Além dos fatores externos, como a alta do dólar e alta nos mercados vizinhos - a soja e o trigo - o mercado aguardo pelos dados do relatório de oferta e demanda que serão divulgados pelo USDA na próxima sexta-feira (8).

E depois da perda em seis sessões consecutivas, o trigo reagiu e de carona no bom momento da soja e do milho encerrou com expressiva alta na sessão de hoje.

>> Veja como ficaram as cotações da SOJA

>> Veja como ficaram as cotações do MILHO

>> Veja como ficaram as cotações do TRIGO

Com informações da Dow Jones
Tags:
Fonte: Redação NA

Nenhum comentário