Produtores já iniciaram o plantio da soja das águas na região sudoeste do PR

Publicado em 14/10/2010 07:42
308 exibições
Área plantada na região será 5% maior e pode aumentar ainda mais. Por ser mais resistente, cultura está atraindo produtores que se prepararam para plantar milho.
Teve início ainda na semana passada na região de Francisco Beltrão e deve se estender até dezembro o plantio da safra conhecida como soja das águas. O Departamento de Economia Rural (Deral) da Secretaria de Estado e Abastecimento (Seab) estima uma área plantada de 233 mil hectares nos 27 municípios da microrregião. A área é 5% superior a plantada na safra 2009/10, onde foram semeados 222 mil hectares, sendo colhidos 725 mil toneladas.

A área plantada de soja poderá ser maior, pois as previsões do Deral deverão refeitas em função do atraso do plantio do milho. A gente sabe de um monte de gente que preparou a terra para plantar milho, mas que, devido as condições do tempo e a baixa umidade do solo, optaram pela cultura de soja, o que deve reduzir a área de milho e aumentar ainda mais a de soja das águas, justifica Antoninho Fontanella, do Deral da Seab.

Na Cooperativa Agropecuária Capanema (Coagro), a expectativa é de que a incerteza das condições do tempo contribuam para que produtores de milho migrem para a soja, uma cultura mais resistente. A previsão é de que ocorra o fenômeno climático La Niña, o que já está deixando muitos produtores desconfiados, investindo menos na produção, afirma o engenheiro agrônomo da cooperativa, Muriel Gustavo Lorscheider. Entretanto, apesar das perspectivas climáticas, o engenheiro recomenda que os produtores não abram mão da tecnologia e do manejo correto, o que pode garantir uma boa safra mesmo sob condições não tão propícias. Os mais capacitados sempre vão colher mais, diz.

Produtividade Maior

Na safra anterior, haviam sido produzidos 2.560kg de soja das águas por alqueire, o que gira em torno de 100 sacas. Já para este ano, apesar das previsões, ainda incertas, a Coagro acredita que a produtividade deva ser maior. De acordo com Muriel, os produtores irão colher entre 2.700 e 2.750 kg por alqueire plantado. Seja o primeiro a comentar.
Tags:
Fonte: Aqui Sudoeste

Nenhum comentário