Grãos recuam com dólar em alta e encerramento da colheita dos EUA

Publicado em 27/10/2010 11:56 e atualizado em 27/10/2010 12:39
825 exibições
O milho, a soja e o trigo encerraram o pregão noturno em terreno negativo nesta segunda-feira em Chicago com o encerramento da colheita norte-americana, que está próximo. A soja encerrou a sessão com quedas de dois dígitos na casa dos 13 pontos. A queda continua no pregão de viva-voz. O dólar mais caro é o principal motivo do recuo nos preços dos grãos desta quarta-feira.

A colheita do milho já está em 83% e a de soja em 91%, de acordo com informações do relatório de acompanhamento de safra do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos). Aliada à colheita adiantada, a alta do dólar também pressiona os preços, uma vez que torna as commodities norte-americanas mais caras para os importadores.

É época de colheita nos Estados Unidos. Nós sabemos que será uma boa safra. E o mercado não está aguardando grandes pedidos de compra de agora até o final do ano. O dólar também tem sua importância, disse Bill Adams, gerente de moedas e commodities da ACT Macro, em Zurique.

Demanda chinesa

Na segunda-feira, o milho acumulou uma alta de 53% desde o fim de junho, a soja 36% e o trigo 44% frente à preocupação de que as condições climáticas adversas poderiam prejudicar a produção global de grãos e também por conta da crescente demanda chinesa.

A alta dos preços pode frear o interesse dos compradores enquanto os produtores norte-americanos irão diminuir suas vendas apostando em um novo avanço das cotações. A força do dólar irá contribuir para uma pressão negativa no rally das commodities, disse Hiroyuki Kikukawa, gerente geral de pesquisa da IDO Securities Co, de Tóquio.

>> Veja como ficaram as cotações da SOJA

>> Veja como ficaram as cotações do MILHO

>> Veja como ficaram as cotações do TRIGO

A tendência é de que o mercado de grãos continue trabalhando em baixa na sessão diurna de hoje.

Com informações da Bloomberg
Tags:
Fonte: Redação NA

Nenhum comentário