MS: Plantio de soja é antecipado por precaução

Publicado em 08/11/2010 07:37
554 exibições
“La Niña” que ameaça provocar longo período de estiagem a partir do mês de março fez o produtor antecipar o plantio
Conesul - O fenômeno "La Niña" que ameaça provocar longo período de estiagem a partir do mês de março, fez o produtor rural do Conesul de Mato Grosso do Sul antecipar o plantio da soja.

A instabilidade climática, com período de seca demasiado até o mês de setembro, também acabou provocando atraso no plantio do milho, o que fez reduzir a área plantada do grão esse ano (2010), mas apesar essas adversidades, a previsão é de uma boa safra para as duas culturas, tanto a soja quando o milho, em toda a região.

Em Amambai, por exemplo, são 47,5 mil hectares de terras destinados a lavoura em 2010, 46,5 mil destinadas para o cultivo da soja e apenas 1.000 hectares para o cultivo do milho e 90% da cultura já esta plantada, segundo o técnico agrícola, Sérgio Costa Curta, que coordena, há 33 anos, a estatística agrícola no município, inclusive fornecendo dados para o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

"Em 2010 estamos mantendo a mesma área plantada de 2009. No ano passado a safra foi considerada boa. Amambai produziu em média 3,2 toneladas de soja por hectare e a previsão é que esse ano, com o tempo ajudando no plantio e a previsão de chuvas freqüentes, esses números se repitam", ressaltou Costa Curta ao informar que dos 90% do soja plantado até agora no município, praticamente a totalidade é da variedade precoce, cujo ciclo entre o plantio e a colheita é menor que o das variedades de ciclo médio e longo.

Preocupação com a colheita

Pelo zoneamento agrícola, o período de plantio da soja na região seria de 21 de outubro a 31 de dezembro, porém como o produtor antecipou o plantio, a tendência é que a maior parte da safra esteja madura e pronta para ser colhida na mesma época, o que pode causar problemas na colheita, por conta de falta de maquinários, no armazenamento e até mesmo no transporte da produção, tendo em vista as péssimas conservações das estradas e rodovias da região, sobretudo da "Guaíra-Porã", interligando Ponta Porã a Eldorado, que é considerada a principal rota para o escoamento da produção agrícola de Amambai e dos municípios da região para o Porto de Paranaguá e para as cooperativas no Paraná e estados do sul do País.

Colheita inicia no início de fevereiro

Segundo Sérgio Costa Curta, o agricultor que plantou ou está plantando a soja agora, deverá começar a colher o produto já no mês de fevereiro.

"Se o clima contribuir a previsão é que a partir de 10 de fevereiro de 2011 já tenhamos lavouras maturas e prontas para serem colhidas", informou o técnico agrícola ao relatar que por conta das baixas temperaturas nos períodos noturnos que tem feito esse ano, fazendo retardar o desenvolvimento da lavoura, essa data para o início da colheita poderá se estender um pouco mais.

De acordo com Sérgio Costa Curta, a área plantada, de 47,5 mil hectares, tem se mantido a pelo menos cinco anos em Amambai.
Tags:
Fonte: O Progresso

Nenhum comentário