Plantio de soja intercalado com arroz aumenta faturamento de agricultores

Publicado em 12/04/2011 08:14 552 exibições
O plantio de soja no mês de outubro seguido do plantio de arroz em janeiro pode gerar lucros significativos aos produtores rurais. Entre as vantagens apresentadas pelo engenheiro agrônomo Mairson Santana estão a produção de duas culturas nobres na mesma safra, o aumento da renda total da fazenda, a palhada deixada no solo e o aproveitamento do maquinário sem necessidade de investimento. Os números serão detalhados aos agricultores na segunda estação do Dia de Campo que a empresa realiza dia 16 deste mês em Sinop, no Norte de Mato Grosso.

“Nesse Sistema de Produção o arroz é mais vantajoso que o milho porque tem maior potencial de renda na mesma área. O arroz ANa 5011 foi desenvolvido para áreas velhas de soja e vai bem tanto na baixa quanto na alta saturação”, esclarece.

A variedade ANa 5011 tem ciclo de 90 dias com florescimento em 60 dias. Santana explica que deve ser semeado entre 28 de dezembro e 25 de janeiro. De acordo com o agrônomo, a variedade se encaixa perfeitamente nesse sistema de produção devido ao seu ciclo precoce.

“O fechamento do ciclo com 85 a 90 dias na safrinha significa que com 55 a 58 dias a planta já vai emitir cacho, o que é considerado um processo muito rápido. A Soja precoce plantada em outubro será colhida no início de janeiro. Logo em seguida o agricultor planta o ANa 5011, até o final do mês de janeiro. Resultado: em meados de março as panículas estarão para fora e recebendo toda chuva que costuma ser abundante nesse período”, explica Santana, acrescentando o potencial produtivo gira em torno de 3,3 mil quilos por hectare.

Santana enfatiza que a emissão de cacho do arroz acontece na época que, tradicionalmente, é a melhor para a colheita do grão. A variedade precoce leva a data de plantio para a terceira semana de janeiro, garantindo que o cacho sairá no mês de março e que a colheita será feita em abril.

Com o uso desse sistema de produção, a estimativa é de que sejam produzidas 60 sacas de soja e de arroz por hectare.

“Com essa técnica os agricultores poderão produzir mais soja e arroz na mesma área em um curto espaço de tempo. Além disso, o agricultor irá revolucionar a sua propriedade, obter mais renda e ainda terá um novo produto para comercializar, no caso o arroz, que deve gerar mais possibilidade de ganho se o produtor negociar na época certa o produto, com melhor margem de lucro ou segurar o grão até que ele tenha melhor possibilidade de valorização”, explica.

O 15º Dia de Campo será realizado no próximo dia 16 de abril em Sinop, a partir das 07h30, na sede da Agro Norte Pesquisa e Sementes, localizada na BR 163, em frente ao Camping Clube, em Sinop.

Tags:
Fonte:
24 Horas News

0 comentário