Soja fecha o dia com forte queda e milho no limite de baixa

Publicado em 28/04/2011 17:30 971 exibições
O mercado de grãos marcou mais um dia de expressiva baixa na Bolsa de Chicago, refletindo o ainda presente fator climático e a venda de fundos.

A soja encerrou a quinta-feira recuando mais de 30 pontos, o trigo quase 35 e os principais vencimentos do milho no limite de baixa de 30 pontos. A oleaginosa realizou lucros, acompanhando a forte perda dos mercados vizinhos.

Além disso, o fator climático também continua pesando. A princípio, o atraso do plantio do cereal nos EUA poderia aumentar a área de soja no país, pressionando os preços na CBOT. Porém, isso poderia ser neutralizado caso as previsões de um clima mais favorável para a semeadura se confirme nos próximos dias.

Paralelamente, fatores da macroeconomia também pesaram sobre o mercado no pregão diurno de hoje. Segundo Ricardo Lorenzet, especialista em mercado de grãos da XP Investimentos, o dia hoje foi um clássico "sell the fact", ou seja, a venda do fato.

Lorenzet explica que a declaração do FED (Federal Reserve - o banco central norte-americano) de que a inflação das commodities seria temporária e já estaria chegando ao fim trouxe cautela aos agentes, que preferiram deixar suas posições no mercado futuro. "O interesse de compra neste momento diante do atual quadro fundamental seria menor", completa.

Hoje, rumores de que um grande fundo estaria liquidando saldos comprados em commodities agrícolas rondou o mercado e também contribuiu para as baixas em Chicago.

Outro fator que também pressionou os mercado, principalmente soja e milho, foi a  demanda fraca confirmada pelo relatório de exportações semanais do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos)divulgado nesta quinta-feira. As vendas semanais norte-americanas tanto de milho quanto de soja ficaram bem abaixo do esperado.

Veja como ficaram as cotações em Chicago:

>> SOJA

>> MILHO

>> TRIGO

Tags:
Por:
Carla Mendes
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário