Soja fecha com forte recuo diante de liquidação geral nas comodities

Publicado em 05/05/2011 17:37 e atualizado em 05/05/2011 18:24 776 exibições
A liquidação de fundos e o crescimento da aversão ao risco continua marcando o mercado de commodities. Nesta quinta-feira, quase todas agrícolas, metálicas e energéticas registraram forte queda. O forte recuo do petróleo e de metais precisos pesaram expressivamente sobre as cotações da soja hoje.

Como não poderia ser diferente, os grãos fecharam o dia com uma significativa queda na Bolsa de Chicago. O especialista no mercado de grãos Ricardo Lorenzet, da XP Investimentos, explica que nos últimos meses o mercado já vinha trabalhando uma posição em que o dólar continuaria mais fraco e os ativos de risco mais firmes.

Porém, o cenário é outro e a situação é reversa. Os fatores de suporte intríseco, como o clima desfavorável, a demanda aquecida e o dólar fraco estão se exaurindo e os investidores e agentes têm de encontrar alternativas mias atrativas e segurar. Senfo assim, "a ordem é liquidar", diz Lorenzet se referindo a movimentação do mercado.

Por outro lado, em uma visão do macrocenário, as commodities agrícolas ainda encontram bons fundamentos, mas já se encontram em patamares bastante elevados. "Ou seja , para retomar as altas, é necessário um novo fluxo de informações que possam aquecer o mercado", afirma o especialista.

Diante de tantas informações, o que se viu no mercado de grãos em Chicago nesta quinta-feira, foi a soja registrando um fechamento com mais de 30 pontos de queda, o milho mais de 20 e o trigo mais de 15.

A demanda mais fria já vista nos últimos dias e confirmada pelos números do relatório de registro de exportações do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) atuaram como um catalisador para o recuo das cotações.

Veja como ficaram as cotações no fechamento da CBOT:

>> SOJA

>> MILHO

>> TRIGO
Tags:
Por:
Carla Mendes
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário