Soja tem dia de forte realização de lucros e fecha com baixa de dois dígitos

Publicado em 17/10/2011 15:57 e atualizado em 17/10/2011 16:32 693 exibições
O começo da semana para o mercado da soja foi bastante negativo na Bolsa de Chicago. Os preços encerraram o pregão noturno com baixas de dois dígitos, ampliaram o recuo para a sessão regular e fecharam o dia com baixas de quase 20 pontos em seus principais vencimentos.

Os futuros da oleaginosa enfretaram um dia de fortes realizações de lucros por parte dos investidores e, por isso, acabou devolvendo parte dos ganhos acumulados recentemente. Nas últimas cinco sessões, a soja teve alta de mais de 100 pontos, o que significa cerca de US$ 1 por bushel.

Outro motivo para essa liquidação de posições é a incerteza ainda muito presente no cenário macroeconômico. As bolsas de valores ao redor do mundo operaram no vermelho nesta segunda-feira por conta das declarações vindas da Europa de que a solução para a crise da dívida na Zona do Euro pode estar mais longe do que o esperado, o que acabou frustrando o mercado financeiro.

O ministro de Finanças da Alemanha, Wolfgang Schaeuble, disse hoje que a reunião da cúpula da União Europeia que acontece no próximo dia 23 não deverá apresentar uma solução final para os problemas da Zona do Euro.

As informações foram ainda ratificadas pelo porta-voz da chanceler alemã Angela Merkel. A premiê disse que "considera o sonho de resolver todos os problemas na cúpula da União Europeia impossível".

Com isso, o mercado se depara ainda com um aumento da aversão ao risco por parte dos traders, que passam a ativos mais seguros, como o dólar,  em tempos de tantas incertezas sobre o futuro da economia mundial. Hoje, a moeda norte-americana teve mais um dia de alta.

Além do mercado financeiro fragilizado, a soja ainda conta com uma pressão adicional da boa evolução da colheita nos Estados Unidos. O país conta com um tempo seco, o que deve favorecer o bom andamento do processo. Segundo projeções, a colheita poderá alcançar os 50% ante os 33% registrados na última semana.

No fim da tarde de hoje, o USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) divulga seu relatório semanal de acompanhamento de safra mostrando a evolução da colheita. Acompanhe pelo Notícias Agrícolas.

Milho - E o milho, depois de um pregão bastante volátil, fechou o dia em campo misto. De um lado, assim como na soja, os movimentos de realização de lucros estiveram presentes. A alta do dólar e a baixa do petróleo e de metais contribuíram para essa movimentação.

Porém, na outra ponta, estavam as expectativas de venda para China, que deram suporte aos preços nesta segunda-feira e limitaram quedas mais acentuadas.

Trigo - Diferente dos mercados vizinhos, as cotações do trigo terminaram o dia no azul. Os futuros do grão encontraram suporte nos baixos estoques de trigo de primavera dos Estados Unidos. Além disso, os produtores norte-americanos estão evitando vender seu produto pois afirmam que os preços estão baixos.

Veja como ficaram as cotações no fechamento da Bolsa de Chicago:

>> SOJA

>> MILHO

>> TRIGO

Tags:
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário