Nova diretora da ANP diz que desafio será garantir produção e consumo de etanol

Publicado em 21/03/2012 14:22 324 exibições
A engenheira civil Magda Maria de Regina Chambriard foi empossada hoje (21) como diretora-geral da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), em cerimônia que contou com a presença da presidenta Dilma Rousseff. Em seu discurso, Chambriard agradeceu o convite feito por Dilma para assumir o cargo e lembrou que é a primeira vez que uma mulher é empossada na diretoria-geral da empresa. Ela destacou que um dos principais desafios de sua gestão será "garantir a produção e o consumo de etanol nos níveis de que o país precisa". A presidenta elogiou o profissionalismo de Magda Chambriard que, por "32 anos, foi sistematicamente reconhecida" ao atuar no setor de petróleo. Acrescentou que a escolha é simbólica para as mulheres brasileiras por Chambriard ter chegado ao cargo por competência, mérito e dedicação. A nova diretora da ANP assumiu o cargo no início do mês, depois que sua nomeação foi publicada no Diário Oficial da União em 8 de março. Ela substitui Haroldo Lima, cujo mandato terminou em 11 de dezembro. Desde então, o cargo estava sendo ocupado interinamente pelo diretor Florival Rodrigues de Carvalho. A diretora-geral é, desde 2008, uma das quatro diretoras da agência. Naquele ano, assessorou a comissão interministerial criada pelo então presidente Luiz Inácio Lula da Silva para estudar as regras de exploração e produção das reservas de petróleo e gás no pré-sal. Ela também coordenou os estudos que resultaram na certificação dos ativos para a capitalização da Petrobras. Funcionária aposentada da Petrobras, ingressou na ANP em 2002, como assessora da diretoria. Magda Chambriard formou-se em engenharia civil pela Escola de Engenharia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e é pós-graduada pela Coordenação dos Programas de Pós-Graduação em Engenharia (Coppe), também da UFRJ.
A engenheira civil Magda Maria de Regina Chambriard foi empossada hoje (21) como diretora-geral da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), em cerimônia que contou com a presença da presidenta Dilma Rousseff.

Em seu discurso, Chambriard agradeceu o convite feito por Dilma para assumir o cargo e lembrou que é a primeira vez que uma mulher é empossada na diretoria-geral da empresa. Ela destacou que um dos principais desafios de sua gestão será "garantir a produção e o consumo de etanol nos níveis de que o país precisa".

A presidenta elogiou o profissionalismo de Magda Chambriard que, por "32 anos, foi sistematicamente reconhecida" ao atuar no setor de petróleo. Acrescentou que a escolha é simbólica para as mulheres brasileiras por Chambriard ter chegado ao cargo por competência, mérito e dedicação.

A nova diretora da ANP assumiu o cargo no início do mês, depois que sua nomeação foi publicada no Diário Oficial da União em 8 de março.

Ela substitui Haroldo Lima, cujo mandato terminou em 11 de dezembro. Desde então, o cargo estava sendo ocupado interinamente pelo diretor Florival Rodrigues de Carvalho. A diretora-geral é, desde 2008, uma das quatro diretoras da agência.

Naquele ano, assessorou a comissão interministerial criada pelo então presidente Luiz Inácio Lula da Silva para estudar as regras de exploração e produção das reservas de petróleo e gás no pré-sal. Ela também coordenou os estudos que resultaram na certificação dos ativos para a capitalização da Petrobras. Funcionária aposentada da Petrobras, ingressou na ANP em 2002, como assessora da diretoria.

Magda Chambriard formou-se em engenharia civil pela Escola de Engenharia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e é pós-graduada pela Coordenação dos Programas de Pós-Graduação em Engenharia (Coppe), também da UFRJ.
Fonte:
Agência Brasil

0 comentário