Unica: Vendas de etanol hidratado combustível no mercado interno crescem quase 30 % na primeira quinzena de julho

Publicado em 24/07/2013 14:12
376 exibições

As vendas de etanol pelas unidades produtoras da região Centro-Sul do Brasil somaram 1,09 bilhão de litros na primeira quinzena de julho, crescimento de 27,11% sobre o volume registrado no mesmo período de 2012.
 
Do total vendido nos primeiros quinze dias deste mês, 147,77 milhões de litros destinaram-se à exportação e 938,26 milhões de litros foram comercializados no mercado interno - alta de 38,88% comparativamente ao montante observado em igual quinzena do ano anterior.
 
No mercado doméstico, as vendas de etanol anidro atingiram 396,34 milhões de litros na primeira metade de julho, enquanto as de etanol hidratado totalizaram 541,92 milhões de litros - expressivo aumento de 29,93% em relação aos 417,07 milhões de litros apurados em idêntico período da safra 2012/2013.
 
Para o diretor técnico da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (UNICA), Antonio de Padua Rodrigues, “o crescimento nas vendas de etanol anidro já era esperado devido ao aumento no nível de mistura em maio deste ano. Já a expansão no consumo de etanol hidratado reflete os preços atrativos do produto em boa parte do mercado consumidor nacional”. Nos últimos 30 dias, o aumento nas vendas internas de etanol hidratado foi surpreendente, atingindo 22,72% na segunda metade de junho e quase 30% nesta quinzena, acrescentou o executivo.
 
De fato, o levantamento de preços conduzido pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) mostra que há oito semanas abastecer com etanol hidratado é mais econômico nos Estados de São Paulo, Paraná, Mato Grosso e Goiás.
 
O diretor da UNICA atenta que “na última semana o levantamento publicado pela Agência indicou uma relação entre os preços praticados nos postos de combustíveis para o etanol hidratado e para a gasolina inferior a 65% em Goiás e São Paulo”. Em algumas cidades, essa relação ficou abaixo de 60%, estimulando a opção do consumidor pelo biocombustível, acrescentou.
 
No acumulado desde o início de abril até 16 de julho, as vendas de etanol alcançaram 7,03 bilhões de litros, alta de 25,98% sobre o volume verificado em 2012. Deste total, 945,38 milhões de litros direcionaram-se às exportações e 6,09 bilhões de litros ao mercado interno (aumento de 23,10% relativamente ao mesmo período da safra 2012/2013).
 
As vendas internas de etanol anidro, acumuladas desde abril deste ano até 16 de julho, somaram 2,46 bilhões de litros. Por sua vez, o volume comercializado de etanol hidratado no mercado doméstico totalizou 3,63 bilhões de litros, crescimento médio de 16,18% quando comparado ao valor registrado no mesmo período do último ano.
 
Moagem de cana
 
O volume de cana-de-açúcar processado pelas unidades produtoras da região Centro-Sul atingiu 42,66 milhões de toneladas na primeira quinzena de julho, alta de apenas 1,10% sobre a quantia registrada na mesma quinzena de 2012 (42,20 milhões de toneladas).
 
No acumulado desde o início da atual safra até 16 de julho, o volume processado de matéria-prima alcançou 223,82 milhões de toneladas. Essa quantia supera em 53,25 milhões de toneladas aquela verificada no mesmo período de 2012, mas ainda permanece 12,29% menor em relação à safra 2010/2011 (255,19 milhões de toneladas), quando as usinas localizadas na região processaram 556,95 milhões de toneladas ao final daquela safra.
 
Qualidade da matéria-prima
 
Nos primeiros quinze dias de julho, a quantidade de Açúcares Totais Recuperáveis (ATR) por tonelada de cana-de-açúcar processada atingiu 130,07 kg, valor praticamente idêntico aquele observado na mesma data da safra anterior (130,43 kg por tonelada de cana-de-açúcar).

No acumulado desde o início da safra 2013/2014 até 16 de julho, o teor de ATR por tonelada de matéria-prima alcançou 124,58 kg, 2,62% acima dos 121,40 kg registrados em igual período do último ano.
 
Produção de açúcar e de etanol
 
Mantendo a tendência observada nas quinzenas anteriores, as unidades produtoras da região Centro-Sul continuaram priorizando a produção de etanol no início de julho.  Na primeira quinzena do mês, a proporção de matéria-prima direcionada à fabricação de açúcar apresentou redução significativa, alcançando 45,43%, contra 50,24% no mesmo período da safra 2012/2013.

Com isso, a produção de etanol alcançou 1,77 bilhão de litros nos primeiros quinze dias de julho deste ano, aumento de 10,42% em relação ao volume apurado na mesma data de 2012. A produção de açúcar, por sua vez, recuou 8,84% nesta quinzena, totalizando 2,40 milhões de toneladas, contra 2,63 milhões de toneladas computadas em igual período da safra 2012/2013.

Do volume total de etanol produzido na primeira metade de julho, 965,19 milhões referem-se ao etanol hidratado (alta de 3,87% em relação à mesma quinzena de 2012) e 806,43 milhões de litros ao etanol anidro (crescimento de 19,44% sobre o volume produzido em 2012/2013).
 
No acumulado desde o início da safra 2013/2014 até 16 de julho, a fabricação de açúcar atingiu 11,30 milhões de toneladas, enquanto a produção de etanol alcançou 9,39 bilhões de litros, sendo 5,61 bilhões de litros de etanol hidratado e 3,78 bilhões de litros de etanol anidro.

Fonte: Unica

0 comentário