Mais de 100 usinas encerram a safra no Centro-Sul e moagem atinge 15,7 milhões de toneladas na segunda quinzena de novembro

Publicado em 11/12/2014 11:03 78 exibições

São Paulo, 11 de dezembro de 2014 – O volume de cana-de-açúcar processado pelas unidades produtoras da região Centro-Sul atingiu 15,75 milhões de toneladas na segunda metade de novembro, queda de quase 40% em relação as 26,04 milhões de toneladas registradas na mesma quinzena de 2013.
 
No acumulado desde o início da safra 2014/2015 até 30 de novembro, a moagem totalizou 554,09 milhões de toneladas, ante 571,20 milhões de toneladas processadas no mesmo período do ano anterior, uma redução de 3%.
 
Segundo o diretor técnico da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (UNICA), Antonio de Padua Rodrigues, “as chuvas dos últimos dias de novembro prejudicaram a operacionalização da colheita, levando muitas usinas a postergarem o término da safra para o início de dezembro”. Ainda assim, o número de unidades com moagem encerrada até o final de novembro é muito maior comparativamente ao último ano: são 136 contra apenas 73 empresas na mesma data de 2013.
 
“Este número elevado de usinas com safra já finalizada reflete a quebra agrícola que atingiu principalmente o Estado de São Paulo”, destaca Rodrigues.
 
Segundo o Centro de Tecnologia Canavieira (CTC), a produtividade dos canaviais colhidos em novembro na região Centro-Sul alcançou 63,5 toneladas por hectare, recuo de 15% sobre o mesmo período de 2013. No acumulado da atual safra até o final do último mês, a quebra agrícola atingiu 7,8%, enquanto no Estado de São Paulo superou 11% (73,8 toneladas por hectare, contra 83,8 toneladas em 2013).
 
Qualidade da matéria-prima
Nos últimos 15 dias de novembro, a quantidade de Açúcares Totais Recuperáveis (ATR) totalizou 137,41 kg por tonelada de cana-de-açúcar, aumento de 4,33% quando comparado aos 131,71 kg observados na mesma quinzena de 2013.

No acumulado desde o início da safra até 30 de novembro, a concentração de ATR na planta alcançou 137,14 kg por tonelada de matéria-prima, 2,66% acima do valor apurado no mesmo período do ano anterior.
 
Produção de açúcar e etanol
A produção de açúcar na segunda quinzena de novembro totalizou 762,23 mil toneladas, redução de quase 50% sobre o mesmo período de 2013 (1,43 milhão de toneladas) e de 36,55% em relação à primeira metade do mês (1,2 milhão de toneladas). No acumulado até o final de novembro, a quantidade fabricada somou 31,5 milhões de toneladas, contra 33,12 milhões de toneladas contabilizadas até a mesma data do ano passado – recuo de 4,9%.
 
Esta queda reflete a predominância do mix alcooleiro ao longo desta temporada. Da quantidade total de cana-de-açúcar moída na segunda quinzena de novembro, 63,03% destinou-se à produção de etanol, ante 56,17% em igual intervalo de 2013. No acumulado desde o início da atual safra, este percentual alcançou 56,49%.
 
Com mais caldo sendo destinado ao etanol, a fabricação do biocombustível caiu menos do que a de açúcar na última quinzena de novembro. Foram 803,36 milhões de litros produzidos (295,60 milhões de litros de etanol anidro e 507,76 milhões de litros de etanol hidratado), retração de 28,79% comparativamente a 2013.
 
Já a produção acumulada até 30 de novembro cresceu 3,54% se comparado ao mesmo período da safra 2013/2014, totalizando 25,18 bilhões de litros. O principal avanço coube ao etanol hidratado, com 14,58 bilhões de litros fabricados - alta de 6,12% sobre 2013. A produção de etanol anidro, por sua vez, aumentou 0,18%, somando 10,60 bilhões de litros.
 
Vendas de etanol
As vendas de etanol pelas unidades produtoras da região Centro-Sul do Brasil somaram 2,05 bilhões de litros em novembro, 2,06% acima do valor apurado no mesmo mês da safra passada. Deste volume, 137,73 milhões de litros destinaram-se à exportação e 1,92 bilhão de litros ao mercado doméstico.
 
No acumulado entre 1º de abril a 30 de novembro, o volume de etanol comercializado pelas usinas do Centro-Sul alcançou 16,33 bilhões de litros, 6,89% abaixo do valor registrado no mesmo período da safra 2013/2014. Esta queda reflete, sobretudo, a forte retração das exportações. Estas somaram apenas 957,78 milhões de litros no período, frente a 2,15 bilhões de litros observados até a mesma data de 2013 – redução superior a 55%. 

Por sua vez, as vendas ao mercado doméstico entre abril e novembro totalizaram 15,37 bilhões de litros, praticamente o mesmo valor apurado em igual período do último ano (15,39 bilhões de litros). Deste volume, 8,92 bilhões de litros referem-se ao etanol hidratado e 6,45 bilhões de litros ao etanol anidro.

Link referenciado: https://www.unica.com.br/download.php?idSecao=17&id=40377637

Sobre os dados de safra

Os dados divulgados nesta atualização de safra são compilados e analisados pela UNICA, com números fornecidos pelos seguintes sindicatos e associações de produtores da Região Centro-Sul:

ALCOPAR - Associação dos Produtores de Bioenergia no Estado do Paraná

BIOSUL - Associação dos Produtores de Bioenergia do Mato Grosso do Sul

SIAMIG - Associação das Indústrias Sucroenergéticas de Minas Gerais

SIFAEG – Sindicato da Indústria de Fabricação de Etanol do Estado de Goiás

SINDAAF - Sindicato Fluminense dos Produtores de Açúcar e Etanol

SINDALCOOL - Sindicato das Indústrias Sucroalcooleiras de Mato Grosso

SUDES - Sociedade das Usinas e Destilarias do Espírito Santo

Fonte:
Unica

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário