Usinas do Brasil devem reduzir alocação de cana para produção de açúcar, diz Canaplan

Publicado em 30/05/2019 11:04 e atualizado em 30/05/2019 12:57
136 exibições

LOGO REUTERS

PIRACICABA (Reuters) - Usinas brasileiras deverão reduzir a alocação de cana para produção de açúcar na safra 2019/20, direcionando mais matéria-prima para a fabricação de etanol, em meio a baixos preços do adoçante e uma forte demanda local pelo biocombustível, disse a consultoria Canaplan nesta quinta-feira.

O analista-chefe da Canaplan, Caio Carvalho, disse durante evento do setor em Piracicaba (SP) que revisou para baixo sua projeção de abril, de 38% da cana alocada para o açúcar, para um intervalo entre 34% e 34,5%, o que resultará em produção do adoçante menor que a inicialmente esperada.

"Em abril, esperávamos que as usinas fossem produzir mais açúcar na nova temporada, mas considerando o que vimos nos campos até agora mudamos nossa visão para o mix de produção", afirmou Carvalho.

A Canaplan reduziu a projeção para a produção de açúcar no centro-sul do Brasil em 2 milhões de toneladas devido à mudança estimada no mix. Ela agora prevê produção de 26 milhões de toneladas, contra 28 milhões antes. Se confirmado o número, seria a menor produção de açúcar da região desde a safra 2007/08.

A consultoria ainda elevou a previsão de produção de etanol para 29,8 bilhões de litros, de 28 bilhões de litros anteriormente.

(Por Marcelo Teixeira)

Fonte: Reuters

0 comentário