Açúcar testa alta de 2 semanas em NY acompanhando firme demanda pelo etanol

Publicado em 08/04/2021 16:10 128 exibições
Apetite pelo biocombustível pode fazer as usinas do Brasil a diminuírem a moagem de açúcar na nova safra

LOGO nalogo

​As cotações do açúcar na Bolsa de Nova York encerraram a sessão desta quinta-feira (08) valorizadas, com máximas de duas semanas sendo testadas. Operadores repercutiram dados de exportação de etanol pelo Brasil no primeiro trimestre, o que poderia diminuir a oferta de açúcar.

O principal vencimento do açúcar na Bolsa de Nova York encerrou o dia com valorização de 0,26%, cotado a US$ 15,18 c/lb, com máxima de 15,39 c/lb e mínima de 15,13 c/lb. O tipo branco em Londres registrou salto de 0,80%, negociado a US$ 428,60 a tonelada.

Com teste de máximas de duas semanas, as cotações futuras do açúcar no dia encerraram em alta com posicionamento do mercado sobre a notícia de firme demanda externa pelo etanol do Brasil, o que poderia fazer com que a expectativas da nova safra sejam vistas.

Cana-de-açúcar - Foto: SAA-SP/Divulgação
Mercado também registrou valorização do real ante o dólar nesta quinta-feira - Foto: Embrapa

"A demanda mais forte pode levar as usinas de açúcar do Brasil a desviarem a moagem de cana para a produção de etanol em vez da produção de açúcar, reduzindo assim o fornecimento", disse em nota a consultoria Barchart.

De acordo com a Barchart, as exportações do biocombustível pelo Brasil, de janeiro a março, aumentaram 82% no comparativo anual, para 548 milhões de litros, o maior nível em cinco anos para o período.

Além disso, o dia foi marcado por valorização do real ante o dólar, o que também contribui para a alta do adoçante, além de ajuste de posições ante as perdas registradas na véspera que acompanharam as preocupações com a demanda diante da Covid-19.

Mercado interno

Após três altas seguidas, o preço do açúcar no mercado brasileiro voltou a cair na quarta-feira. O Indicador CEPEA/ESALQ do açúcar, cor Icumsa de 130 a 180, mercado paulista, recuou 0,38%, a R$ 105,26 a saca de 50 kg.

Já no Norte e Nordeste do Brasil, o açúcar seguiu em estabilidade, a R$ 112,10 a saca, segundo dados da Datagro.

O açúcar VHP, em Santos (SP), tinha na última sessão o preço FOB cotado a US$ 16,50 c/lb, com desvalorização de 0,13% sobre o dia anterior.

» Clique e veja as cotações completas de sucroenergético

Por:
Jhonatas Simião
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário