Ceará-Mirim: furto de cana seria relacionado à disputa por terras

Publicado em 13/01/2010 10:06 1276 exibições
A disputa por terras entre duas empresas produtoras de cana-de- açúcar em Ceará-Mirim foi parar na delegacia. A Sapucaia Empreendimentos Participações Ltda  e a Eco Energia do Brasil Indústria e Comércio Ltda estão em “pé de guerra”.

A Sapucaia acusa a Eco de ter furtado 300 toneladas de cana-de-açúcar cortada, da Fazenda Caramiudo, (que seria de propriedade da Sapucaia), localizada às margens da BR-406. De acordo com o Boletim de Ocorrência de número 0041/2010 registrado na Delegacia de Ceará-Mirim, no dia 6 deste mês, o “furto” ocorreu no dia 5, às 23h.

A polícia ainda não sabe informar como foram “furtadas” as 300 toneladas de cana-de-açúcar e qual o valor da carga.  Diante do provável crime, o caso foi encaminhado para a Delegacia Especializada em Investigação de Crime Contra a Ordem Tributária (Deicot), em Natal. O delegado Júlio Antônio Rocha foi designado, por meio da portaria de número 004/2010,  em caráter especial para apurar os fatos. A oitiva das testemunhas ocorre na próxima quinta-feira.

Rocha explica que a confusão,  entre as empresas, começou entre os anos de 2006 e 2007 quando  a Eco arrendou a empresa Companhia Açucareira Vale do Ceará-Mirim, dos antigos proprietários, o ex-senador Geraldo Melo e o empresário Ranylson Pereira (falecido).

“No  arrendamento, o proprietário da Eco, Manoel Dias Branco entendeu que a Fazenda  Caramiudo pertencia à área arrendada”, antecipo“No  arrendamento, o proprietário da Eco, Manoel Dias Branco entendeu que a Fazenda  Caramiudo pertencia à área arrendada”, antecipou.

O delegado Júlio Rocha disse que o atual proprietário da empresa  Sapucaia, Ranylson Pereira Machado (filho de Ranylson Pereira) garante ser dono da Fazenda Caramiudo e que as terras que produzem cana-de-açúcar não fariam parte do arrendamento.

“Um dos fatores alegados pelo advogado da Sapucaia é que as terras da Caramiudo ficam do outro lado da pista. Ainda vou verificar se foi mesmo um furto”, disse.

Júlio Rocha enfatiza que após algum tempo, Manoel Dias comprou as terras arrendadas que pertenciam à Companhia Açucareira. “A área da Fazenda Caramiudo não foi vendida”. Segundo o delegado, a briga entre as duas partes está na justiça.
u.

O delegado Júlio Rocha disse que o atual proprietário da empresa  Sapucaia, Ranylson Pereira Machado (filho de Ranylson Pereira) garante ser dono da Fazenda Caramiudo e que as terras que produzem cana-de-açúcar não fariam parte do arrendamento.

“Um dos fatores alegados pelo advogado da Sapucaia é que as terras da Caramiudo ficam do outro lado da pista. Ainda vou verificar se foi mesmo um furto”, disse.

Júlio Rocha enfatiza que após algum tempo, Manoel Dias comprou as terras arrendadas que pertenciam à Companhia Açucareira. “A área da Fazenda Caramiudo não foi vendida”. Segundo o delegado, a briga entre as duas partes está na justiça.

Fonte:
Tribuna do Norte

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário