Oferta de biodiesel deve crescer 27,2% até 2017

Publicado em 26/05/2010 13:45 236 exibições
Regiões Centro-Oeste e Sul respondem por quase 71% da produção brasileira do combustível

A produção de biodiesel deve aumentar 27,2% nos próximos sete anos, segundo projeção do Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) divulgada nesta quarta-feira (26). No ano passado, o Brasil fabricou 10,9 milhões de litros do combustível e deve atingir a marca de 13,97 milhões em 2017.

As maiores produtoras de biodiesel do país são o Centro-Oeste e o Sul, que juntas responderam por 71% do total de litros fabricados em 2009. As regiões Norte e Nordeste produziram 11% e o restante, 18%, foram fabricadas pela região Sudeste.

Segundo o estudo do Ipea, “o Centro-Oeste, além de ter a maior capacidade instalada de processamento industrial – na ordem de 1,3 bilhão de litros/ano – é também a maior exportadora da soja para ser processada no Sul, Sudeste e Nordeste”.

O investimento no biodiesel se explica, segundo o órgão, como uma oportunidade de desenvolvimento econômico e consequente criação de empregos. Além da possibilidade de se tornar um negócio lucrativo, “há o apelo dos problemas ambientais e das mudanças climáticas”. 

A legislação brasileira prevê que, entre 2008 e 2012, sejam adicionados 3% do biocombustível no diesel. Em 2009, contudo, já  havia produto suficiente para misturar 4%.

Além disso, o plano de energia do governo, feito para o período que vai de 2008 a 2017, prevê expandir a produção de biodiesel para uso na geração de energia elétrica. A participação do biodiesel na matriz energética nacional, até 2008, correspondia a menos de 1% da OIE (Oferta Interna de Energia), informou o Ipea. Petróleo e derivados lideravam com 37,38%, seguidos por produtos da cana, com15,88%.

Fonte:
R7 Notícias

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário