Cana-de-Açúcar: Conab/AL confirma liberação da subvenção 2009/2010

Publicado em 27/08/2010 10:41 1166 exibições
Após meses de luta os produtores de cana-de-açúcar do Nordeste, que batalhavam pela liberação da subvenção 2009/2010, já podem ficar tranquilos. O superintendente da Companhia Nacional de Abastecimento em Alagoas (Conab), Elizeu Rego, confirmou que o Tesouro Nacional já liberou cerca de R$ 100 milhões destinados ao pagamento da compensação. Dessa verba R$ 40 milhões serão destinados os oito mil produtores de cana de Alagoas, o restante para os demais estados do Nordeste.

Com a liberação da verba, a superintendência da Conab em Alagoas anunciou que vai iniciar no dia 1º de setembro o cadastro dos plantadores de cana em parceria com as cooperativas e entidades ligadas ao setor. “A estrutura da Conab no Estado é muito pequena, por isso, vamos firmar parceria com a Cooperativa Pindorama, Cooperativa de Crédito dos Plantadores de Cana (Cooplan), Associação dos Plantadores de Cana (Asplana) e outras para agilizarmos o processo de liberação”, confirmou.

Com a contribuição das entidades de classe, Elizeu Rego revelou que o beneficio válido somente para quem produziu até 10 mil toneladas na safra 2009/2010, deve ser liberado ainda em setembro. “Conforme o nosso calendário, no dia 15 de setembro, pretendemos começar a liberar o recurso para os primeiros produtores que se cadastraram. A meta é em outubro cadastrar todos os que tem direito e até novembro repassar toda compensação”, informou.

Presidente da Coplan, Fernando Rossiter, comemorou a liberação e afirmou que o recurso vai dá um fôlego para os produtores de cana. “A maioria dos produtores do Estado será beneficiada com a compensação. Será um recurso bem vindo que deverá ser usado para cobrir realmente os custos de produção e ainda serem aplicados na safra 2010/2011”, lembrou.

Para receber o valor de R$ 5 reais por tonelada de cana moída referente à subvenção, os produtores devem seguir as mesmas orientações da subvenção 2008/2009. Reunir as notas fiscais da cana vendida para as usinas, levar cópias de identidade, CPF e informar o domicilio bancário.
“Este ano, estamos alertando os produtores para a necessidade dos dados bancários. Na subvenção 2008/2009 alguns produtores não informaram esses dados, perdiam os prazos de sacar a compensação e o recurso voltava para o Tesouro. Tivemos um caso que o recurso voltou cinco vezes”, relatou ele.

O produtor que não informar a conta bancária na qual quer receber a compensação a Conab emite uma ordem de pagamento que fica disponível por nove dias em qualquer agência do Banco do Brasil. Mas, para evitar desencontros, o produtor deve ter em mãos no momento do cadastro o comprovante do domicilio bancário tanto do Banco do Brasil, como da Caixa e Banco do Nordeste.

Fonte:
AI

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário