Cosan prevê preços altos para o açúcar

Publicado em 04/11/2010 08:03
270 exibições
A Cosan prevê que o aperto na oferta mundial de açúcar abre espaço para cotações ainda mais elevadas do que as atuais, que já são recordes. "O cenário está bastante apertado para os próximos três a seis meses. É necessário que os preços subam mais para haver uma postergação de compras no mercado internacional", disse Carlos Murilo Barros de Mello, diretor da área de açúcar da companhia.

Ontem, o contrato março da commodity na bolsa de Nova York fechou em leve alta a 30,15 centavos de dólar por libra-peso. Mello cita as perdas de safra na Rússia, Paquistão, China, África do Sul e Brasil para sustentar a tese altista. Mas principalmente um déficit mundial acumulado de 24 milhões de toneladas entre as safras 2008/09 e 2009/10, que não será recuperado com o superavit de 8 milhões de toneladas previsto para a temporada 2011/12.

Ele acredita que no longo prazo, os preços da commodity terão que ficar em 18 centavos de dólar para remunerar a indústria já instalada. Para estimular novos investimentos em aumento de produção, esse valor terá que saltar para 21 centavos de dólar a libra-peso.
Fonte: Valor Econômico

Nenhum comentário