Mercado de etanol será monitorado na entressafra, diz Unica

Publicado em 18/01/2011 16:14 208 exibições
O mercado de etanol terá monitoramento contínuo no período de entressafra para evitar desabastecimento do produto, com reuniões periódicas entre governo e os agentes de mercado, informou a União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica).

O medida foi acertada com integrantes dos Ministérios da Agricultura Pecuária e Abastecimento, Ministério das Minas e Energia, Ministério da Fazenda e Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) no dia 12 deste mês.

O monitoramento não indica sinais de falta do produto. Pelo contrário, assegura o diretor da Unica, Antonio de Padua Rodrigues. “O atual cenário produtivo fornece total tranqüilidade para o abastecimento do mercado doméstico. As unidades do Centro-Sul deverão produzir cerca de dois bilhões de litros a mais de etanol este ano safra e, até o momento, deixaram de exportar mais de um bilhão de litros no comparativo com a safra passada.”

A redução das exportações para os mercados dos Estados Unidos e Europa ocorreu em função de uma desaceleração da demanda por conta dos problemas econômicos nessas regiões, informou a Unica. Portanto, o etanol disponível para o abastecimento do mercado doméstico deverá crescer praticamente em três bilhões de litros, acrescentou o diretor.  

Ainda de acordo com o executivo, o governo se comprometeu em aprimorar continuamente o programa de warrantagem, de forma a viabilizar a tomada de crédito e reduzir a volatilidade de preços do etanol entre os períodos de safra e de entressafra.
 
“Sem a warrantagem, o ônus da estocagem recai essencialmente sobre as unidades produtoras. O programa de financiamento dos estoques figura como um mecanismo essencial para proporcionar um fluxo regular de comercialização de etanol ao longo do ano, evitando uma volatilidade excessiva de preços,” afirmou o diretor da Unica.

Balanço da safra na 2ª quinzena de dezembro
As vendas de etanol pelas unidades produtoras da região Centro-Sul totalizaram 2,22 bilhões de litros em dezembro, alta de 2,64% em relação ao mês anterior. Deste volume, 108,33 milhões de litros destinaram-se à exportação e 2,11 bilhões de litros ao mercado interno.

Em relação às vendas internas, o volume de etanol hidratado somou 1,50 bilhão de litros, crescimento de 2,44% em relação a dezembro de 2009. No caso do etanol anidro, este aumento chegou a 16,07%, com 524,39 milhões de litros vendidos naquele mês contra 608,66 milhões de litros registrados em 2010.

Em relação à produção de etanol, totalizou-se 142,47 milhões de litros na segunda quinzena de dezembro, sendo 53,24 milhões de litros de etanol anidro e 89,23 milhões de litros de etanol hidratado. No acumulado desde o início da safra até dezembro de 2010, a produção alcançou 25,27 bilhões de litros, alta de 10,34% quando comparado ao mesmo período do ano anterior.

Deste volume, 17,87 bilhões de litros referem-se ao etanol hidratado – crescimento de 6,25% sobre 2009 – e 7,41 bilhões de litros ao etanol anidro – alta de 21,64% relativamente ao mesmo período da safra passada.

A a moagem de cana-de-acúcar nas usinas do Centro-Sul registrou queda de 76,39% na segunda quinzena de dezembro na comparação com o mesmo período do ano passado, ao totalizar 2,44 milhões de toneladas. No acumulado desde o início da safra 2010/2011, o volume processado alcançou 555,00 milhões de toneladas.

Nos últimos quinze dias de dezembro, a produção de açúcar atingiu 67,48 mil toneladas, somando 33,46 milhões de toneladas desde o início da safra até 31 de dezembro de 2010. A quantidade acumulada é 18,22% superior ao registrado em igual período de 2009 e 16,82% superior ao total produzido na safra 2009/2010.

Fonte:
Valor Online

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário