Cana-de-Açúcar: Preço pago a fornecedores deve ser o maior da história

Publicado em 26/01/2011 06:42 740 exibições
Os preços médios pagos pelas usinas aos fornecedores de cana nesta safra 2010/11, em finalização, devem ser os mais altos da história. No acumulado entre abril e dezembro, o valor pago pela tonelada da matéria-prima na média do Estado ficou em R$ 53,78, segundo dados preliminares da Organização dos Plantadores de Cana do Centro-Sul (Orplana).

O maior preço já visto até agora na série, que começou a ser feita em 1998, foi de R$ 51,39 na safra 2006/07, segundo Geraldo Magela de Andrade e Silva, assessor técnico da Orplana.

Magela pondera que os preços médios desta temporada são preliminares, pois ainda há três meses de safra. A tendência, no entanto, diz ele, é de que esses valores aumentem até março, no encerramento do ciclo. "Estamos na entressafra e é natural que os preços de açúcar e de álcool estejam mais altos do que em outros momentos da safra", afirma.

Os preços indicados pela Orplana são feitos no âmbito do Consecana (Conselho dos Produtores de Cana-de-Açúcar, Açúcar e Álcool do Estado de São Paulo), criado na safra 1998/99 e que, neste momento, passa por revisões de metodologia para contemplar os novos patamares de custos de produção.

É nesse ponto que está o "xis" da questão, diz Magela. Apesar de o preço pago pela cana ao fornecedor estar em níveis recordes, a rentabilidade não será superior à registrada na temporada 2006/07.

Isso porque, explica ele, os custos de produção estão 42% maiores. Em 2006/07, segundo a Orplana, o custo médio para se produzir uma tonelada de cana em São Paulo era de R$ 39,46, valor que hoje está na casa dos R$ 56,00.

Fonte:
Valor Econômico

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário