ANP confirma estudo por maior regulação de mercado de etanol

Publicado em 06/04/2011 13:51 292 exibições
O governo e a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) estão estudando aumentar a regulação do setor de etanol, confirmou nessa quarta-feira à Reuters o diretor-geral da autarquia, Haroldo Lima.

Ele explicou que ainda não há decisão, mas a agência poderá passar a regular a produção e estabelecer metas. Uma definição deverá sair no curto prazo. "Há uma decisão de que o assunto vai ser estudado para saber se é viável e a curto prazo", disse Lima ao sair de uma reunião no Ministério de Minas e Energia nesta quarta-feira, para a qual foi convocado na noite da véspera.

Ele explicou que a ideia do governo é estender ao etanol o mesmo tratamento dado ao setor de petróleo, o qual a ANP acompanha desde a produção até a distribuição. "Regular a produção tem algo a ver com o que se faz nos campos de petróleo, onde se tem obrigações, fiscalização da produção e metas de desenvolvimento", disse Lima.

A ANP estabelece metas de produção com os concessionários dos blocos de petróleo adquiridos nos leilões da agência. "No caso do petróleo e do gás regulamos todo o processo e no etanol a qualidade da produção, só isso", afirmou o diretor-geral da ANP.

Nesta quarta, o jornal Valor Econômico publicou reportagem sobre a intenção do governo de aumentar a regulamentação do setor de etanol - uma discussão recorrente durante a entressafra da cana - em meio a discussões sobre possíveis problemas de desabastecimento no País.

O alto nível de preço do etanol, devido à baixa disponibilidade do produto, é resultado de vários fatores. Na última safra as usinas aumentaram a produção de açúcar, em detrimento do etanol, devido ao preço maior do adoçante no mercado internacional.

Ao mesmo tempo, a safra e a capacidade de produção não estão crescendo no ritmo da demanda pelo etanol, que aumenta pelas elevadas vendas de veículos flex.

Fonte:
Reuters

0 comentário