Geada e mecanização geram perdas na safra de cana de 2011-2012

Publicado em 10/08/2011 08:14 288 exibições
As geadas registradas em junho atingiram a cana-de-açúcar nova que estava brotando nas regiões produtoras do Centro-Sul, o que deverá limitar a oferta de cana de 12 meses, plantada no início do ano. A informação é do presidente da Datagro Consultoria, Plínio Nastari. Segundo ele, a cana que seria colhida em março e abril próximos será muito pequena em função das perdas provocadas pela geada. Com isso, a entressafra deste ano será ainda mais longa, pois a safra 2011/12 terminará mais cedo. Segundo Nastari, com o menor volume de cana disponível as usinas deverão terminar a moagem entre o final de outubro e início de novembro.

O executivo ressalta que a mecanização da lavoura também está provocando perdas de até 17% em algumas regiões. Segundo ele, a falta de treinamento adequado para o manejo das máquinas estaria provocando essas perdas. Se o corte é realizado muito perto do chão, a máquina acaba recolhendo impurezas minerais do solo que atrapalham o processo de moagem e danificam os equipamentos. Por outro lado, se o corte for feito muito acima do solo, a parte da cana com concentração de mais açúcar é deixada no chão. "É preciso treinar mais os operadores das máquinas e encontrar parâmetros para o corte", disse. Nastari completou alertando para o fato de o solo não estar plano também compromete o rendimento da mecanização. Além das perdas provocadas pelas geadas e pela mecanização, o novo plantio de cana esperado para o período 2011/12 foi menor. "Estávamos esperando uma renovação de canavial de 18% mas ela ficou apenas em 16,5%".

Fonte:
Agência Estado

0 comentário