No G1: Em nova revisão, Unica prevê produção de etanol 17,25% menor

Publicado em 11/08/2011 14:49 254 exibições
A União da Indústria da Cana-de-Açúcar (Unica) revisou novamente a estimativa de moagem de cana-de-açúcar para a safra 2011/2012 e da produção de açúcar e etanol. Segundo a nova projeção, divulgada nesta quinta-feira (11), a produção de etanol deverá atingir 21 bilhões de litros, queda de 6,83% em relação ao número projetado na última revisão feita em julho, e de 17,25% sobre os 25,39 bilhões de litros da safra anterior.

A nova revisão aponta para uma moagem de 510,24 milhões de toneladas, uma redução de 4,36% em relação à última revisão (533,50 milhões de toneladas), e queda de 8,39% sobre o valor final da safra 2010/2011 (556,95 milhões de toneladas).

Do total de cana projetada para a safra 2011/2012, a Unica estima que 48,06% terão como destino a produção de açúcarl.  A projeção é de 31,57 milhões de toneladas, queda de 2,50% em relação à estimativa anterior, e de 5,76% em relação aos 33,50 milhões de toneladas produzidas na safra 2010/2011.

A nova estimativa foi feita pela Unica, em conjunto com o Centro de Tecnologia Canavieira (CTC), demais sindicatos e associações da região Centro-Sul do País. Segundo o diretor técnico da Unica, Antonio de Padua Rodrigues, “os dados levantados em julho mostraram que a geada e o florescimento da cana impactaram a produtividade agrícola do canavial com maior intensidade do que havíamos inicialmente previsto".

De acordo com dados apurados pelo CTC, a produtividade agrícola da área colhida em julho foi de 70,80 toneladas de cana por hectare, queda de 17,48% em relação ao valor observado em julho de 2010. No acumulado desde o início da safra, a produtividade agrícola ficou em 74,10 toneladas de cana por hectare, contra 92,80 observados em igual período no último ano (redução de 20,15%).

Evolução da safra
Segundo a Unica, o volume de cana-de-açúcar processado pelas unidades produtoras da região Centro-Sul do Brasil somou 41,60 milhões de toneladas na segunda quinzena de julho, queda de 2,48% em relação ao mesmo período da safra 2010/2011. No acumulado desde o início da safra, a moagem totalizou 259,06 milhões de toneladas, queda de 13,02% em relação à safra 2010/2011.

A fabricação de açúcar alcançou 14,76 milhões de toneladas desde o início da safra até 1º de agosto, contra 16,79 milhões no mesmo período de 2010. Em relação ao etanol, o volume produzido somou 10,42 bilhões de litros, ante 12,88 bilhões de litros no ano anterior.

Na segunda quinzena de julho, a produção de açúcar atingiu 2,82 milhões de toneladas, quantidade 1,77% superior àquela observada na safra passada. Nesse mesmo período, a produção de etanol atingiu 1,72 bilhão de litros.

As vendas de etanol pelas unidades produtoras da região Centro-Sul somaram 2,07 bilhões de litros em julho, dos quais somente 303,49 milhões de litros destinaram-se ao mercado externo. No mercado interno, as vendas de etanol anidro alcançaram 639,93 milhões de litros, e as de hidratado 1,12 bilhão de litros no último mês.

De abril até 1º de agosto, as vendas do produto totalizaram 7,16 bilhões de litros, 16,71% abaixo do montante vendido no mesmo período do ano passado.

Segundo a Unica, os preços do etanol ao produtor estão praticamente estáveis há 40 dias.

Fonte:
G1

0 comentário