Usinas de São Paulo antecipam fim da moagem da safra da cana

Publicado em 30/09/2011 09:29 357 exibições
Clima e falta de renovação de canaviais prejudicaram a produtividade. Foi registrado um volume de cana 10% menor em relação ao ano passado.
Na usina em Sertãozinho, no nordeste de São Paulo, os últimos carregamentos de cana já foram moídos. Desde o início da colheita, as máquinas processaram 972 mil toneladas de cana-de-açúcar, número 32% abaixo do atingido na safra passada.

Essa é a primeira usina da região a encerrar a moagem. A antecipação aconteceu porque a produtividade nas plantações de cana caiu. Um dos motivos foi o comportamento do clima. No ano passado, a seca foi muito severa. No início do ano, choveu demais. Além disso, a lavoura envelheceu porque nos últimos anos os produtores investiram menos na renovação dos canaviais.

Depois de seis safras, o agricultor Breno Fontão decidiu reformar a lavoura de 200 hectares em Jaboticabal. O calcário irá corrigir a acidez da terra, que deve receber novas plantas. O agricultor também decidiu investir em adubação e no trato do solo.

Os produtores esperam as chuvas da primavera para que a lavoura se desenvolva bem. De acordo com a UNICA, União da Indústria Canavieira, até agora foram processados 375 milhões de toneladas de cana na região centro-sul, volume 10% menor que o registrado no mesmo período do ano passado.

Fonte:
Globo Rural

0 comentário