Algodão: USDA revisa para cima projeções para a safra e estoques finais globais do ciclo 2016/17

Publicado em 12/09/2016 14:00
142 exibições

O USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) trouxe nesta segunda-feira (12) seu novo relatório de oferta e demanda global para o algodão. No caso da safra mundial 2016/17, o órgão estimou a produção em 102,47 milhões de fardos, acima do indicado no mês anterior, de 101,58 milhões de fardos. Os estoques finais globais também subiram e passaram de 89,61 milhões para 89,81 milhões de fardos.

Já a safra dos Estados Unidos foi projetada em 16,14 milhões de fardos, contra os 15,88 milhões de fardos projetados em agosto. Os estoques finais norte-americanos também foram revisados para cima e passaram de 4,70 milhões para 4,90 milhões de fardos. As exportações americanas de algodão foram mantidas em 11,50 milhões de fardos.

Para o Brasil, o departamento manteve as projeções para a produção e estoques finais em 6,65 milhões de fardos e 6,46 milhões de fardos, respectivamente. Já as exportações registraram ligeira queda e passaram de 3,60 milhões para 3,40 milhões de fardos.

A produção de algodão da Índia foi estimada em 26,50 milhões de fardos, abaixo do indicado no boletim anterior, de 27 milhões de fardos. Os estoques finais também apresentaram ligeiro recuo e passaram de 10,66 milhões para 10,54 milhões de fardos. Do mesmo modo, as exportações caíram de 4,20 milhões para 3,90 milhões de fardos.

Ainda no relatório, o USDA também trouxe as projeções para a safra da China. No caso do país asiático, os números sofreram poucas alterações, já que a safra permaneceu em 21 milhões de fardos, as exportações em 100 mil fardos e as importações em 4,50 milhões de fardos. Os estoques finais registraram leve queda de 50,70 milhões para 50,60 milhões de fardos.

No Paquistão, a safra foi estimada em 8,25 milhões de fardos, frente os 8 milhões de fardos apontados em agosto. Já os estoques finais subiram de 2,39 milhões de fardos para 2,59 milhões de fardos. As exportações também apresentaram alta, de 200 mil para 250 mil fardos. As importações foram mantidas em 2,20 milhões de fardos.

Já as produções da União Europeia e da Turquia foram projetadas em 4,43 milhões de fardos, contra os 4,23 milhões de fardos estimados no boletim passado. Os estoques finais passaram de 1,89 milhão para 1,75 milhão de fardos. As exportações foram mantidas em 1,42 milhão de fardos.

Em Bangladesh, os números da produção e das importações foram mantidos em 120 mil fardos e 5,90 milhões de fardos, respectivamente.

USDA - Algodão - mês de setembro

Por: Fernanda Custódio
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário