Expectativas: USDA deve vir morno nesta 6ª (9), apenas com ligeira mudança nos estoques americanos para baixo

Publicado em 08/04/2021 16:43 e atualizado em 08/04/2021 18:34 1261 exibições

LOGO nalogo

O boletim mensal de oferta e demanda que o USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) traz nesta sexta-feira, 9 de abril, não deve trazer grandes mudanças ao cenário da safra 2020/21, mas dar destaque apenas a estoques finais norte-americanos de soja e milho ainda mais ajustados, de acordo com as expectativas do mercado. 

As primeiras estimativas da safra 2021/22 ainda não aparecem neste relatório e começarão a ser divulgadas a partir dos próximos meses. 

ESTOQUES AMERICANOS

Os estoques finais da oleaginosa são esperados entre 2,86 e 3,67 milhões de toneladas, com média das expectativas em 3,24 milhões de toneladas. Em março, o número veio em 3,27 milhões e os da safra anterior foram de mais de 14 milhões. 

Para os estoques de milho, o intervalo das expectativas do mercado varia de 29,87 a 38,15 milhões de toneladas, com média de 34,19 milhões. Há um mês, os estoques americanos foram estimados pelo USDA em 38,15 milhões de toneladas e os da safra anterior foram de 48,75 milhões de toneladas. 

ESTOQUES GLOBAIS

Para os estoques mundiais de soja a expectativa de mudança é mais tímida, com a média esperada pelo mercado em 83,7 milhões de toneladas em um range de 82,7 a 85 milhões. Em março, o estimado foi de 83,7 milhões de toneladas. 

O mercado espera ainda que os estoques finais mundiais de milho fiquem entre 282,4 e 286,7 milhões de toneladas, com média esperada em 284,9 milhões de toneladas. No boletim anterior, os estoques americanos foram estimados em 287,7 milhões de toneladas. 

PRODUÇÃO MUNDIAL

O USDA também pode atualizar suas estimativas para as safras da América do Sul e algumas mudanças são esperadas para as produções argentina e brasileira de soja e milho. 

Para o Brasil, a média esperada para a safra de soja é de 134,4 milhões de toneladas, contra 134 milhões de março, e para o milho são 108,3 milhões, ligeiramente menor do estimado em março de 109 milhões de toneladas. 

O mercado espera ainda uma revisão na safra de soja da Argentina de 47,5 para 46,8 milhões de toneladas, e para o milho, de 47,5 para 46,8 milhões de toneladas. 

Tags:
Por:
Carla Mendes | Instagram @jornalistadasoja
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário