Ex-Secretário da Receita sugere modelo para pagamento de passivo do Funrural sem gerar gastos adicionais para contribuinte

Publicado em 03/05/2017 18:18 e atualizado em 03/05/2017 19:18
Confira a entrevista com Everardo Maciel - Consultor Fiscal e Ex-Sec. da Receita Federal
Consultor lembra que o governo não pode anistiar dívida sem eleger nova fonte de recursos, com risco de ser enquadrado em lei de responsabilidade fiscal

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

1 comentário

  • CESAR AUGUSTO SCHMITT Maringá - PR

    Assisti apenas uns 10 minutos iniciais. O caboclo aí, em questão, parece estar acostumado a enfiar a mão no bolso dos outros, como ex-funcionário publico. Assim é fácil, né? Quero ver ele "botar a mão enxada", enfrentar as agruras da agricultura brasileira, onde seu capital, sempre em risco, não é sequer remunerado pelos piores índices econômicos e ainda ter representantes sem a mínima legitimidade e capacitação para tanto. Concorde e numero, gênero e grau com o Deputado Heinze: Nos dormimos sem essa divida e acordamos com a receita batendo a nossa porta com dividas e multas milionárias. De onde vem essa magia de transformação??????? Tô pensando seriamente em me filiar ao PT, votar em Lula, virar mortadela. Acho que dos males será o menor.

    10
    • Eduardo Lima Porto Porto Alegre - RS

      Com todo o respeito, mas o Dr. Everardo Maciel desconsidera absolutamente as distorções provocadas pela mudança abrupta ocorrida na decisão do STF que em 2010 havia se posicionado em torno da Inconstitucionalidade do FUNRURAL. Ele adota a postura exclusivamente fiscalista, a qual é coerente com o seu histórico como ex-Superintendente da Receita Federal. Me recordo muito bem que ele adotava uma posição arrogante em suas manifestações, tendo criado problemas graves para Importadores, Exportadores e Empresas em geral. Nenhum funcionário público e certamente que ele é um régio aposentado da Receita Federal, irá se pronunciar a favor da retirada de uma fonte de arrecadação, ainda que imoral como o Funrural. Isso é um fato inexorável. A situação é literalmente Política e não há outra forma de neutralizar a sanha esganada dessa turma, que não seja a RESOLUÇÃO do Senado a partir da retirada do Funrural da legislação.

      1