Projeto de Lei pretende punir coletivamente a todos que participarem de invasões

Publicado em 13/04/2018 16:38 e atualizado em 15/04/2018 16:41
947 exibições
O objetivo é inibir as ações violentas dos movimentos sociais como o MST e o MTST, que estão promovendo o "abril vermelho" e o "Lula Livre". Entrevista com Nilson Leitão - Dep. Federal PSDB - MT
Entrevista com Nilson Leitão - Dep. Federal PSDB - MT

Podcast

Entrevista com Nilson Leitão - Dep. Federal PSDB - MT

Download

 

VÍDEO: Zeca do PT agradece a ‘luta’ de índios e do MST em terra invadida no MS (em O Antagonista)

Cerca de 200 policiais militares e federais, bombeiros, agentes da PRF e até homens do Exército estavam de prontidão às 6 horas da manhã da última segunda-feira, para cumprir uma ordem de reintegração de posse na zona rural de Caarapó, no Mato Grosso do Sul.

Por um ano, as autoridades tentaram convencer índios e militantes do MST a respeitarem a ordem judicial e deixarem o local. Não conseguiram.

Quando, enfim, a ordem de reintegração saiu, a Funai se movimentou para derrubar a liminar. Conseguiu.

A decisão para suspender a operação chegou horas antes. Aqui está a íntegra do pedido.

Ao amanhecer, o deputado federal Zeca do PT — ex-governador do estado, citado nas delações da Odebrecht — dava a notícia para os índios e integrantes do MST. Agradecia o apoio “daqueles que lá em Brasília se somaram na articulação” e enaltecia “a resistência e a luta” que evitou “um derramamento de sangue”.

Assista ao vídeo:

Tags:
Fonte: NA + O Antagonista

2 comentários

  • Rodrigo Polo Pires Balneário Camboriú - SC

    Prosseguindo o comentário que está logo aí abaixo quero informar aos interessados que é perfeitamente possível verificar a atividade parlamentar de qualquer deputado, senador, que se tiver interesse. E por que isso é importante? Para parar de sermos enganados por esses políticos mequetrefes, podem verificar aí..., o deputado Jeronimo Gorguem, acho que é assim que escreve, também tem um projeto de lei para tornar invasão de terras um ato de terrorismo, e chama a atenção sim o fato de somente agora depois de anos de conluios entre PSDB e PT, entre PP e PT surjam políticos defendendo as bandeiras que até pouco tempo atrás somente o Bolsonaro tinha coragem de defender, e é isso o que acho que vai acontecer... os diversos partidos de esquerda vão tentar se apropriar do discurso do capitão reformado, Jair Bolsonaro, dividi-lo, fatia-lo para tentar conseguir o apoio da população para se reelegerem. Muita coisa vai acontecer, enquanto isso pensem nessa possibilidade, é preciso voluntários ou grupos que paguem alguém para acompanhar as atividades parlamentares em todo o Brasil, para deixarmos de ser burros de carga dessa corja que não vale nada. O link para ver todo e qualquer deputado está aqui - http://www2.camara.leg.br/deputados/pesquisa

    2
  • Rodrigo Polo Pires Balneário Camboriú - SC

    Pessoal, resolvi comentar esse vídeo entrevista do deputado Nilson Leitão porque pretendo entrar em um assunto importante para todos aqueles que estão cansados da sujeira que é nossa câmara dos deputados. A idéia é bem simples e requer pouco investimento, podendo ser realizada por grupos de produtores em todo o Brasil. Com a tecnologia disponível de hoje em dia é muito simples acompanhar toda a atividade legislativa dos deputados eleitos por nós, e também aqueles que entram pelo voto proporcional, a tal legenda... que é uma picaretagem sem tamanho. Pois bem, ouçam a entrevista e vão ver que o deputado não fala o numero do PL, e mesmo assim em poucos minutos acessei e consegui o número pelo site da câmara, é o PL 10010/2018, e está aqui nesse link - http://www.camara.gov.br/internet/sileg/Prop_lista.asp?Autor=5310675&Limite=N

    1