Novas tecnologias contra as resistências de pragas, doenças e daninhas estão no foco da Corteva para 2019

Publicado em 14/03/2019 14:22 e atualizado em 14/03/2019 16:20
606 exibições
Corteva comemora um ano durante Expodireto Cotrijal com olhar nas ações para o futuro
Douglas Ribeiro - Diretor de Marketing da Corteva

Podcast

Novas tecnologias contra as resistências de pragas, doenças e daninhas estão no foco da Corteva para 2019

Download

LOGO nalogo

Na 20ª Expodireto Cotrijal, a Corteva Agrisense completa um ano com o foco no futuro e em novas tecnologias contra a resistência de pragas, doenças e as ervas daninhas. A empresa foi responsável por lançar um herbicida para as pastagens que realiza o controle que o pecuarista preciso na propriedade.

De acordo com o Diretor de Marketing da Corteva, Douglas Ribeiro, foi um ano de muitas conquistas e estamos satisfeitos com esse avanço. “O grande destaque foi à gente ter conseguido rapidamente nos organizar para servir o agricultor e consolidar os parceiros estratégicos”, afirma.

Para este ano, a empresa pretende lançar outras inovações tecnológicas para o campo. “Nós celebramos muito este um ano de trabalho e estamos preparados para os próximos que vão vir. Não trocamos o que está dando certo, apenas melhoramos”, ressalta.

Entre as novidades que a empresa quer apresentar para o mercado é uma nova molécula de inseticida para os próximos meses e um novo herbicida para a cultura do arroz. “O Rio Grande do Sul é um grande produtor de arroz e sofre com o manejo de plantas resistentes de invasoras. Então, a Corteva será inovação que estará bem próxima do agricultor”, comenta.

O diretor ainda reforça que a agricultura tropical é dinâmica e as tecnologias não duram muito. “O inseto e a praga tem esse nome pelo fato de estar na lavoura para ‘roubar’ a produtividade e tirar o lucro do produtor rural. Isso se torna uma prioridade nossa e a nossa empresa é uma das mais preparadas para prover soluções”, aponta.

Tags:
Por: Aleksander Horta e Andressa Simão
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário