Período mais seco e temperaturas elevadas podem prejudicar soja no RS

Publicado em 20/01/2017 13:27 e atualizado em 20/01/2017 17:09
3755 exibições
Redução das chuvas ocorre em momento de floração e enchimento de grãos e potencial produtivo em Santa Rosa-RS fica abaixo de 80%
Confira a entrevista de Cristina Queiroz - Rural tecnologia

Nesta sexta-feira (20), o Crop View trouxe as previsões para as safras de soja de dois municípios: Maracaju, no Mato Grosso do Sul e Santa Rosa, no Rio Grande do Sul - este último, em estado de alerta por conta de uma seca que pode atingir o estado a partir de agora.

De acordo com a análise apresentada por Cristina Queiroz, da Rural Tecnologia, as simulações para o município de Maracaju, onde ocorre, neste momento, a Showtec 2016, são positivas até o momento. Com o plantio em 10 de outubro, a produtividade é de 82% neste momento, mesmo número que deve figurar na colheita. Em 15 de outubro, os números deste momento e da colheita também se repetem: 84%.

Já para o plantio em 20 de outubro, ainda deve haver uma penalização até o período de colheita. A produtividade estimada para este momento é de 92%, devendo chegar a 91% na colheita. Com isso, a média total é de 88% de produtividade no momento e de 86% na colheita, considerando um ciclo de 110 dias.

Ela destaca que este foi um ano bom e que quem deixou para plantar mais tarde, conseguiu alcançar um benefício maior. No começo de outubro, houve falta de água para algumas localidades, mas como as chuvas foram irregulares, pode ser que a situação mude de propriedade para propriedade. No entanto, comparado com a média dos últimos 10 anos, as chuvas estão bastante favoráveis para o município. A colheita deverá ocorrer a partir de 20 de janeiro, com condições ideais em 27 de janeiro, quando a estimativa de chuvas é menor.

Já o município de Santa Rosa (RS) volta de um período mais seco depois de um período de muitas chuvas. Como o plantio começa mais tarde no município, Cristina apresentou três previsões para o mês de novembro.

Quem plantou no dia 1 de novembro, portanto, a produtividade está em 99% neste momento, mas em 80% na colheita. A penalização também se dá nas outras datas: 15 de novembro, com 100% de produtividade agora e 76% na colheita e 20 de novembro, com 100% de produtividade agora e 77% na colheita.

A penalização se dá porque o déficit hídrico chega na região justamente em um período que é crítico, o florescimento, em contrapartida ao grande volume de chuvas recebido no início do plantio.

Os internautas que quiserem conhecer a ferramenta CropView podem acessar o site www.cropview.com.br. Ao realizar o cadastro, são 30 dias grátis para experimentar a ferramenta e observar as melhores condições para a sua área de plantio.

Também é possível entrar em contato com a Rural Tecnologia por meio do telefone (11) 5505-4646.

Tags:
Por: Aleksander Horta e Izadora Pimenta
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário