Frente fria chega ao Sul neste domingo (24), levando chuvas no RS, SC e PR e reforça corredor de umidade no centro do país

Publicado em 22/02/2019 15:41 e atualizado em 24/02/2019 08:39
1619 exibições
Chuvas na região Central diminuem nos próximos dias , mas voltam a se intensificar a partir de quarta-feira (27) com reforço da frente fria
Mamedes Luiz Melo - Meteorologista do Inmet

Podcast

Entrevista com Mamedes Luiz Melo - Meteorologista do Inmet sobre a Previsão do Tempo

Download

 

LOGO nalogo

Mamedes Luiz Melo, meterologista do Inmet, conversou com o Notícias Agrícolas e destacou a chegada de uma nova frente fria na região Sul do país -- que entra neste domingo --, e deve trazer um grande volume de chuvas, especialmente para o norte do Rio Grande do Sul.

O centro de baixa pressão dessa frente fria está localizado no Atlântico, próximo à Argentina e ao Uruguai.

Outra frente fria também avança na Região Sul do país, associada a um sistema de baixa pressão atmosférica que abrange desde o norte da Argentina e oeste do Paraguai. Os dois sistemas são combinados e causam formação de áreas de instabilidade nos estados de SC, PR e RS, entre este domingo (24) e a terça-feira (26).

O sistema frontal avança logo na manhã deste domingo (24) nas áreas com a fronteira do Uruguai, causando chuva forte e volumosa na campanha gaúcha, extremo sul e também no oeste do estado. O fenômeno provoca descargas atmosféricas, rajadas de vento e também pode causar transtornos, como alagamentos e até enchentes pela elevação dos níveis dos rios.

Os principais pontos de enchentes no domingo ficam entre o Alto Uruguai e a Bacia do Guaíba. No decorrer do dia a chuva se espalha no estado gaúcho e demais porções da Região Sul, dando possibilidade para chuva moderada e descargas atmosféricas entre SC e PR.

Na segunda-feira (25), as condições devem ser ainda mais críticas, por que o sistema de baixa pressão se pronuncia ainda mais sobre o sul brasileiro. Assim, os temporais atingem boa parte do estado de SC e do RS, exceto no extremo sul gaúcho, onde o tempo fica nublado e com possibilidade para chuviscos.

No sul do PR e leste catarinense, chove a qualquer hora do dia. Já no norte paranaense, o dia começa com sol entre muita nebulosidade e a chuva acontece a partir da tarde. As temperaturas sofrem queda brusca neste início de semana em praticamente todos estados. Vale ressaltar que há risco para descargas atmosféricas, rajadas de vento e também alagamentos por toda Região Sul.

A Sala de Situação da Secretaria do Meio Ambiente e Infraestrutura (Sema) divulgou que há risco para enchentes em muitas das bacias gaúchas.

A terça-feira (26) começa com o tempo mais estável em boa parte do RS. O sol atua entre muitas nuvens e pode chuviscar na porção central do estado. No norte gaúcho e sudeste catarinense, o dia segue chuvoso. Há risco para temporais entre SC e o sul do PR.

Já no centro-norte do PR, chove a qualquer hora do dia, mas o risco para chuva forte é menor. O frio deve ser um destaque na manhã em boa parte do território gaúcho e sul catarinense. No PR e nas demais áreas de SC, a temperatura fica amena para a época do ano.

Posteriormente, as chuvas devem cessar, mas retornar novamente no próximo final de semana, entre os dias 27 e 28.  

SEgundo o meteorologista Mamedes Luiz, do Inmet, a concentração de chuvas na região Central, está sendo impulsionadas por um corredor de umidade que vem se fazendo presente desde a semana passada, associado a um Vórtice Ciclônico de Altos Níveis na região Nordeste.

844a0fbc5159631b03aab82637b2d643.jpg

Foto: Lionel Wirth - Caxias do Sul - RS (Climatempo).

Curitiba está tendo o quinto fevereiro mais chuvoso em 58 anos

Por JOSÉLIA PEGORIM, da CLIMATEMPO

O Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) registrou 124,7 mm de chuva sobre Curitiba acumulados nos período de 24 horas entre 9 horas do dia 21 e 9 horas de 22 de fevereiro de 2019. Quase toda a chuva caiu durante uma tempestade entre a tarde e noite do dia 21.

Este foi o maior volume de chuva acumulado em 24 horas em 2019, até agora, e também o maior acumulado em 24 horas desde 21/6/2013 quando choveu 128,2 mm.

Para um dia de fevereiro, foi o maior acumulado em 24 horas em 20 anos quando choveu  146,2 mm em 22/2/1999.

A tabela mostra apenas a data final do período de 24 horas de acumulação de chuva, que é sempre entre 12 UTC (9 horas em Brasília) do dia anterior e 12 UTC da data final, conforme normas internacionais da Organização Meteorológica Mundial. Exemplo: 146,2 mm foi o volume de chuva acumulado entre 9 horas de 21/2/199 até 9 horas de 22/2/1999.

5º fevereiro mais chuvoso em 58 anos

Depois do temporal do dia 21, fevereiro de 2019 entrou para a lista dos cinco fevereiros mais chuvosos em Curitiba pelo menos desde 1961.

Até 9 horas do dia 22, o acumulado de chuva de fevereiro de 2019 estava em 279,2 mm, volume 68% acima da média de chuva normal para este mês que é de 166 mm.

Por enquanto, está sendo o fevereiro mais chuvoso desde 2016 quando choveu 295,8 mm, e também o quinto fevereiro com maior acumulado de chuva desde 1961.  Mas ainda teremos a chuva da última semana do mês e fevereiro de 2019 poderá ser o segundo mais chuvoso em Curitiba em 58 anos.

Por Aleksander Horta e Izadora Pimenta
Fonte Notícias Agrícolas

Nenhum comentário