Boas perspectivas para o milho safrinha no Centro-Oeste com previsões de boas chuvas em março, aponta Cropview

Publicado em 28/02/2019 14:25 e atualizado em 28/02/2019 15:40
542 exibições
Potencial produtivo elevado para o milho safrinha se repete em municípios do MS, GO e MT
Cristina Queiroz - Rural Tecnologia

Podcast

Entrevista com Cristina Queiroz - Rural Tecnologia utilizando o Cropview para analisar a safra de milho no Centro-Oeste

Download

 

LOGO nalogo

Nesta quinta-feira (28), Cristina Queiroz, da Rural Tecnologia, trouxe as previsões do CropView para a safrinha de milho no Centro-Oeste do Brasil.

As perspectivas apontam para uma condição meterológica favorável, já que deve chover bastante no mês de março, se estendendo para abril. Maio e junho também têm sinais de boas chuvas, embora ainda seja cedo para prever a distribuição destas.

Em Ponta Porã (MS), considerando um plantio em 01 de fevereiro e um ciclo de 130 dias, não falta chuvas na distribuição dos plantios. Com isso, a produtividade da safra deve chegar a 100% no final.

Caso o plantio seja feito em 28 de fevereiro, a produtividade também se mantém em 100%, com uma distribuição hídrica menos perigosa.

Para Jussara (GO), considerando plantio em 18 de fevereiro e ciclo de 150 dias, há excedente ao longo de todo o ciclo, com falta de água no final. A produtividade fica em 97%.

No Alto Araguaia (MT), o plantio em 10 de fevereiro, com ciclo de 130 dias, tem condição de produtividade de 100% ao final da safra. Para Guarantã do Norte (MT), com plantio em 15 de fevereiro e ciclo de 120 dias, a produtividade também fica em 100%.

Os internautas que quiserem conhecer a ferramenta CropView podem acessar o site www.cropview.com.br. Ao realizar o cadastro, estes podem experimentar a ferramenta e observar as melhores condições para a sua área de plantio. Estão disponíveis as análises para as culturas de soja, milho, trigo, feijão e café.

Também é possível entrar em contato com a Rural Tecnologia por meio do WhatsApp (11) 983729938.

Por Aleksander Horta e Izadora Pimenta
Fonte Notícias Agrícolas

Nenhum comentário