Chuvas volumosas previstas para os próximos 3 dias na região Central do país precisam ser encaradas com cautela pelo produtor

Publicado em 08/10/2019 11:04 e atualizado em 08/10/2019 14:49
2398 exibições
Irregularidade das chuvas deve persistir até início de novembro na região Central. No Matopiba, com exceção de TO, chuvas só vão se regularizar no final de novembro
Filipe Pungirum - Meteorologista da Climatempo

Podcast

Entrevista com Filipe Pungirum - Meteorologista da Climatempo sobre a Previsão do Tempo

Download

LOGO nalogo

O Notícias Agrícolas acompanhou novamente nesta terça-feira (8) as previsões climáticas para os próximos dias em todo o país. Produtores da região central do Brasil aguardam a chegada da chuva, além de estarem atentos para saber qual será o momento ideal de colocar a semente no solo e evitar riscos de perda durante a safra.

De acordo com Filipe Pungirum - Meteorologista da Climatempo, nos últimos dias o avanço de uma frente fria pelo norte do Mato Grosso, Goiás e região Sudeste do país, contribuiu para um pouco de chuva em algumas cidades. Segundo ele, a condição de instabilidade deve permanecer nos próximos dois dias, mas apesar do saldo positivo ainda não é a hora de iniciar o plantio. 

"Nós precisamos ter cuidados neste mês de outubro, não se deixar levar por essas chuvas dos próximos dias. Depois que esse período de três dias passar, nas próximas semanas a chuva acontece de forma muito irregular", afirma. 

De acordo com Filipe, a expectativa é que as chuvas continuem irregulares até o final de outubro, principalmente na região de Mato Grosso Sul e Goiás. "Para as próximas semanas, pelo menos até o fim do mês, a expectativa é de chuva irregular e mal distribuída em toda a região do centro oeste", afirma. Já para a região de Matopiba, as previsões indicam que a chuva deve chegar apenas no início de novembro. 

O estado do Tocantins poderá receber mais chuvas nas últimas semanas do mês, também de maneira de irregular. Segundo o especialista, nesta região as chuvas acontecerão devido ao calor intenso e pela umidade. Os volumes serão significativos, mas também em pontos isolados. 

Os produtores da região Sul do país, que já possuem uma situação mais confortável, passarão nos próximos dias por um domínio de massa de ar seco. Segundo o meteorologista, só deve voltar a chover no Paraná e Rio Grande do Sul no domingo, quando uma nova frente fria começa avançar na região. 

Confira a previsão completa no vídeo acima

0 comentário