ENTREVISTA: Confira a entrevista com Fernando Shuster - Produtor Rural e Pres. da Coord. Agrícola dos Brasiguaios

Publicado em 06/02/2012 18:28 786 exibições
Presidente do Paraguai afirma em pronunciamento que Judiciário vai analisar situação das propriedades rurais dos Brasiguaios. Carperos (chamados sem-terra no país) suspendem invasão das terras pelos próximos dias, mas insegurança continua na vida e no trabalho dos produtores rurais da região de Santa Rosa Del Monday.

2 comentários

  • Joao Paulo Gelain Santa Rosa del Monday - Paraguay - PR

    Amigo Adoniran Antunes de Oliveira, obrigado por compartilhar essa noticia, esperamos que as Autoridades Brasileiras somente cobre oque foi combinado com o Paraguay, o acordo de proteger o Imigrante, ninguem esta aqui para tirar algo e sim para ajudar o Pais crecer a cada dia, por que sao 30 anos de trabalho e sofrimento nessa terra que todos tem um grande amor. Muito Obrigado aos Amigos do Noticias Agricolas por sempre esta ao lado do Homen do Campo. Um grande abraco a todos.

    0
  • Adoniran Antunes de Oliveira Campo Mourão - PR

    Ontem,dia 5/2/12 pedi ao amigo Alvaro Dias,explicando a ele o que exatamente está a ocorrer aqui no Paraguay, pelo facebook.Tudo que postei aqui nesta coluna de Noticias Agricolas,repassei ao ilustre senador.Hoje,vendo a TV Senado,esse senador,que orgulha o Paraná,fez da tribuna um libelo explicando aos seus pares, o que efetivamente esta ocorrendo,e de maneira energica, a cobrar da quadrilha luguista aqui no Paraguay,nossa proteçao,e respeito aos nossos direitos.A ele se juntaram o senador Casildo montaner(?) digno representante de santa catarina, senadora Ana Amélia,orgulho politico dos gaúchos,Mozarildo Cavalcante de roraima e outros,e pelo que se entendeu,é que de imediato vao cobrar da Presidente da Republica, que se ponha em contato imediato com autoridades paraguayas exigindo nossa proteçao física, e respeito jurídico pelos nossos direitos.Obrigado senador Alvaro Dias pelo imediato atendimento ao apelo que te fez o conterraneo(sou de c.mourao)paranaense,que ha 34 anos vive em território paraguayo.Te agradeço em nome próprio, e dos mais de 350.000 compatriotas que aqui vivem.

    0