DA REDAÇÃO: Soja em Chicago registra queda baseada no mercado financeiro

Publicado em 14/05/2012 14:43 e atualizado em 14/05/2012 17:19 511 exibições
Soja: situação política incerta na Grécia derruba mais um dia o mercado em Chicago. Especuladores vendem posições da soja e compram ativos mais seguros. Alta do dólar compensa mercado brasileiro que ainda não sente baixa. Apesar da pressão, fundamentos são muito favoráveis para os preços.
Após o relatório altista do USDA para a soja divulgado na quinta-feira (10), quando a oleaginosa teve alta de 30 pontos, prejuízos dos dias posteriores superaram a valorização, fazendo o grão devolver ganhos. Neste início de semana, a Grécia assustou os mercados, com partidos de oposição e o Banco Central Europeu indicando que o país poderá sair do bloco europeu.

Responsável pelo declínio, de um modo geral, a sucessão de fatores de natureza financeira envolvendo a Europa, sobretudo a Grécia, foram determinantes. Segundo Flávio França Jr., analista de mercado, houve fuga dos especuladores, que se dividiram em dois caminhos: por um lado, venda de soja para cobrir perdas com o mercado financeiro e, por outro, troca de soja por milho e trigo. Por esse motivo, os dois últimos produtos apresentaram valorização na Bolsa de Chicago nesta segunda-feira.

O analista voltou a alertar sobre a impossibilidade de a soja manter-se em alta, enquanto o milho e o trigo perdem valor. Porém, há limite para as quedas em Chicago, haja vista os estoques americanos que estão em uma baixa preocupante.

O mercado interno, no momento, encontra salvação na valorização do câmbio, que já bateu os R$ 2. Portanto, a queda na Bolsa de Chicago tem sido compensada pela alta do dólar em relação ao real, mantendo os preços em bons patamares no Porto de Paranaguá: R$ 62 /saca.
Por:
Fernanda Cruz
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário