DA REDAÇÃO: O setor produtivo precisa de uma forma clara e concisa de comunicação com a sociedade, diz Glauber Silveira

Publicado em 30/05/2012 14:00 e atualizado em 30/05/2012 15:19 608 exibições
Na opinião do presidente da Aprosoja Brasil, o setor ainda é muito desarticulado
A falta de comunicação no setor produtivo é um dos principais gargalos no agronegócio, segundo o presidente da Aprosoja Brasil, Glauber Silveira. De acordo com ele, a comunicação atual não se mostra efetiva ou menos ainda demonstra os expressivos resultados do homem do campo mesmo diante de problemas tão sérios. "É preciso que o setor produtivo se organize de forma clara e concisa para que possamos nos comunicar . Precisamos nos aperfeiçoar; o setor produtivo é muito desarticulado", diz.

Segundo o presidente da Aprosoja, os produtores devem sair às ruas e sev comunicarem com a sociedade, fazendo uma campanha de conscientização junto ao povo brasileiro. Como estratégias para isso, Glauber acredita que pode-se começar  essa comunicação nos sindicatos, nas escolas e tambem junto aos jornalistas, mostrando a realidade do campo. Para ele, é preciso ocupar espaços e marcar presença em eventos como a Rio+20, apresentando necessidades e realidade. " Se ficarmos la no campo, ficam essas Ongs financiadas por nossos concorrentes, que é o caso da Europa, Estados Unidos e China falando mal da gente, e nós não vamos estar lá para nos defender ", argumenta.

Como exemplo dessa falta de comunicação eficiente e adequada, foi toda a evolução do novo Código Florestal brasileiro. A sociedade não teve acesso aos impactos que todas as mudanças propostas poderiam impactar na produção brasileira de alimento, e a falta de informação sobre o realidade do agronegócio aliada ao poder comunicativo das Ong's estrangeiras foi decisiva para o posicionamentocontrário ao Código, movido muitas vezes por essa falta de conhecimento de muitos setores da sociedade.

Por:
Thaís Jorge e Kellen Severo
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário