DA REDAÇÃO: Crise européia preocupa e mercado deve continuar volátil

Publicado em 15/06/2012 09:21 e atualizado em 15/06/2012 11:45 530 exibições
Crise na Europa: Situação é muito difícil e não se conserta em horizonte menor que cinco ou até dez anos. Previsão para próximos dias é que mercado continue volátil. Banco central europeu e autoridades internacionais tapam buracos, mas não há mudanças estruturais significativas.
A situação de crise pela qual passa a Europa deve continuar a dar força para a grande volatilidade no mercado, de acordo com o economista e professor da FAAP,Tharcisio de Souza Santos."Estou muito pessimista. A situação na Europa é muito difícil e precisa-se de um processo de reestruturação muito amplo. Na minha opinião, a crise europeia não se conserta logo,e pode ser que leve cinco ou até dez anos para que isso aconteça", comenta.

Segundo o economista, o Banco Central europeu e as entidades monetárias internacionais vão aos poucos tapando os buracos que aparecem, mas não há a sensação de que está havendo mudanças estruturais importantes.

As eleições na Grécia, no próximo domingo,17, também contribuem com mais insegurança no mercado e criam expectativas na economia, podendo trazer uma possível saída do país da zona do euro, criando uma crise sistêmica que pode afetar muitos países. Para a agricultura brasileira,a saída da Grécia da zona do euro não é tão grave no curto prazo, de acordo com Tharcisio. " O Brasil tem uma agricultura extremamente competitiva e apesar do clima ter atrapalhado a produção de alguns produtos, o efeito seria relativamente pequeno. Seria mais complicado para os setores industriais", analisa.

Na opinião do economista, no patamar em que está, o dólar é útil para as exportações brasileiras porque o real não fica sobrecarregado. O valor da moeda deve ficar em torno de R$ 1,90 e R$ 2,10, dependendo da volatilidade do mercado.
Por:
Thaís Jorge e Kellen Severo
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário