DA REDAÇÃO: Prêmio para soja tem previsão negativa, mas ajustes são naturais

Publicado em 18/07/2012 13:51 e atualizado em 18/07/2012 16:07 836 exibições
Soja: Previsão é de prêmio negativo no futuro, mas ajustes são naturais. Componente é o que resulta na margem de esmagamento das indústrias. Preço dos grãos já é bastante alto, e não deve sofrer grandes mudanças daqui para frente.
O prêmio para a soja já tem previsões de índices negativos no futuro, mas esse tipo de ajuste é natural. De acordo com Liones Severo, operador de mercado, até a década passada o Brasil sempre negociou com prêmios negativos. "Isso faz sentido porque o componente prêmio é o que resulta na margem de esmagamento das indústrias. Então se o mercado em Chicago está muito valorizado, nas outras origens ao redor do mundo, existe esse ajuste", diz.

O preço da soja se compõe de algumas variáveis, como as cotações em Chicago, o dólar, e o próprio prêmio. Chicago por si só não é referência para o preço de liquidação no interior do Brasil, e nem no Porto. "Se você tem um produto para vender a R$10,mas o mercado só paga R$8,tem que haver um ajuste em algum lugar", argumenta Liones.

Com relação a preços, o problema com os custos do frete é um elemento que acaba reduzindo a lucratividade do produtor no país, mesmo em um momento tão positivo para a soja. Segundo o operador de mercado, os valores da oleaginosa não devem subir mais do que os patamares atuais, que já são bastante altos.A recomendação é que as vendas sejam feitas antecipadamente.

Por:
Thaís Jorge e Kellen Severo
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário