DA REDAÇÃO: Brasil, Argentina e Paraguai não terão soja disponível até início de março/2013

Publicado em 16/08/2012 09:39 e atualizado em 16/08/2012 13:21 1089 exibições
Grãos: Brasil,Argentina e Paraguai não terão soja disponível até início de março.Tendência é altista, mas não se deve colocar alvo nos preços. É necessário entender a demanda por trás dos valores.Mercado está saindo do foco climático e passa a ser guiado pela demanda.
O Brasil,a Argentina e o Paraguai não devem ter soja disponível pelo menos até o início de março de 2013. A falta do produto no mercado vem impulsionada pela quebra na safra norte americana de grãos, ocasionada pela maior seca dos últimos anos no país.

A tendência para o mercado continua sendo altista, de acordo com o analista da Futures International, Pedro Dejneka. Ele lembra, no entanto, que é difícil colocar um alvo para os preços, pois ainda há muitos fatores influenciando o cenário.Para Dejneka, o mercado já entendeu o tamanho da quebra da oferta, e agora precisa compreender qual a demanda por trás dos preços atuais.

O analista explica que o clima, agora, já não é necessariamente uma questão importante. Isso porque o milho já teve suas perdas consolidadas, e a soja praticamente também, com apenas leves chances de evitar mais perdas."Estamos saindo de um mercado climático para um mercado de demanda", define Dejneka.

O momento, segundo ele, é de ações com calma e cautela por parte do produtor rural."É hora de analisar o mercado como um todo.Não é hora de analisar dia a dia.Os fundamentos a médio prazo são extremamente altistas",diz.

A orientação aos produtores é que não tentem atingir o pico do mercado, e sim trabalharem de acordo com suas margens."Os preços estão recordes.Não adianta ficar esperando chegar 30% de alta para depois vender,temos que tomar cuidado com isso", finaliza.

Por:
Thaís Jorge e Kellen Severo
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário