DA REDAÇÃO: Feijão – Colheita avança em MG e produtores negociam o produto a R$ 140,00 a saca

Publicado em 16/08/2013 10:45 e atualizado em 16/08/2013 17:57
577 exibições
Feijão: Na região de Paracatu (MG), a colheita do grão já atinge 50% da área semeada. Produtividade média gira em torno de 50 sacas por hectare. Com recente queda nos preços, há uma queda de braços entre produtores e compradores. Saca do feijão carioca é negociada em média a R$ 140,00.

Na região de Paracatu (MG), a colheita da terceira safra de feijão carioca já alcança 50% da área cultivada. E com o clima favorável, os produtores estão colhendo um produto de qualidade e a produtividade média gira em torno de 50 sacas por hectare. Segundo o produtor rural do município, José Alves da Fonseca, nessa época o produto é bastante procurado por empacotadores, em função da alta qualidade.

Já os preços apresentaram uma redução expressiva nos últimos devido a essa entrada da safra no mercado brasileiro. A saca do grão que estava sendo comercializada a R$ 220,00 baixou para R$ 140,00, preço médio obtido pelos produtores. 

“Existe uma queda de braços, cada um defende o seu. Existe uma diferença entre a safra do PR, que entra de uma vez no mercado e existe a concentração de oferta, aqui não todo dia tem um colhendo um pivô, o que permite ao comprador muitas vezes fazer essa manipulação de valores”, afirma Fonseca.

O produtor também destaca que quando os preços baixaram ao patamar de R$ 120,00 a saca, os produtores pararam de negociar o produto. Entretanto, os agricultores devem olhar a sua necessidade financeira e depois fazer uma média de preços, conforme orienta Fonseca.  

A expectativa é que a safra da região abasteça o mercado até o mês de janeiro. Além disso, os preços também podem apresentar uma valorização em intervalos com menor oferta no mercado interno. “Poderemos ter uma alta nos preços, até a entrada da safra de SP e a produção do PR ainda é uma incógnita”, finaliza o produtor. 

Por: Fernanda Custódio
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário