DA REDAÇÃO: Diante da valorização das áreas rurais, produtor tem preferido arrendar terras ao invés de comprá-las

Publicado em 19/09/2013 13:09 e atualizado em 19/09/2013 16:02
785 exibições
Arrendamento: Produtores vêm considerando arrendar terras ao invés de adquiri-las. Arrendamento tem sido mais vantajoso no quesito financeiro, uma vez que, em estados como SC, um hectare chega a valer R$ 200 mil. Proprietário também sai em vantagem, pois mantém sua área cuidada.

Nos últimos anos as áreas rurais tem se valorizado, somente no segundo quadrimestre deste ano o mercado cresceu 2,2% em relação ao mesmo período do ano anterior. E quanto mais próxima das cidades, mais cara é a área. 

Segundo uma pesquisa realizada pela Scot Consultoria, as terras mais valorizadas do país estão em Santa Catarina. No estado, o hectare custa, em média, R$ 200 mil. Em seguida, está São Paulo e o Rio Grande do Sul. Na região de Campinas, interior do estado de SP, 1 hectare chega a custar R$ 60 mil.

E diante desse cenário, os produtores rurais brasileiros têm preferido arrendar as terras ao invés de adquiri-las. Em Sorocaba (SP), para comprar um hectare, o agricultor gasta R$ 150 mil, em contrapartida, o arrendamento do mesmo hectare sai por R$ 600,00 ao ano. 

Frente a essa situação, muitos empresários acabam comprando essas áreas e enquanto esperam valorizar arrendam para produtores rurais. Dessa forma, as terras também acabam sendo cuidadas e o risco de invasão é menor. 

Por: Kellen Severo//Daniel Morales// Fernanda Custódio
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário