DA REDAÇÃO: Trigo – Em Ponta Grossa (PR), excesso de chuvas atrasa a colheita do cereal

Publicado em 24/09/2013 10:24 e atualizado em 24/09/2013 12:20
489 exibições
Trigo: Excesso de chuvas atrasa a colheita do cereal na região de Ponta Grossa (PR). Além disso, as precipitações podem afetar a qualidade do trigo. Lavouras que foram semeadas mais cedo já têm perda estimada de 15% devido à geadas registradas em julho. Preços giram em torno de R$ 910,00 a tonelada.

As chuvas excessivas na região de Ponta Grossa (PR) atrasam a colheita do trigo. Somente, nos últimos 3 dias as precipitações somaram 120 mm. As lavouras que foram semeadas mais cedo já têm perda estimada em torno de 15% devido às geadas registradas no mês de julho. 

Diante desse cenário, os produtores do município estão preocupados, já que as chuvas em excesso podem afetar a qualidade do cereal, principalmente devido às doenças ocasionadas por fungos. As previsões climáticas indicam que as precipitações devem dar uma trégua aos agricultores nesta quarta-feira (25), mas os produtores terão que esperar alguns dias para retomar os trabalhos no campo, em função da umidade nas lavouras.

Nesta safra, a expectativa é que sejam colhidas entre 40 e 45 sacas de trigo por hectare, segundo destaca o presidente do Sindicato Rural da cidade, Gustavo Ribas. Paralelo a esse quadro, os preços do produto seguem elevados e na região a tonelada é negociada a R$ 910,00, valor bem acima do registrado no ano anterior de, R$ 450,00 a tonelada.

Em decorrência das intempéries climáticas, várias regiões produtoras tiveram suas produções comprometidas, o que fez com que as cotações se valorizassem no mercado interno. “A grande expectativa é em relação à qualidade do produto, mas mesmo que tenha uma qualidade pior acreditamos em uma boa remuneração. A expectativa é que as cotações se mantenham nesses patamares ou subam um pouco mais”, afirma o presidente. 

Por: Fernanda Custódio
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário