DA REDAÇÃO: Milho – Ausência de chuvas prejudica desenvolvimento das lavouras em Rio Brilhante (MS)

Publicado em 09/04/2014 11:09 e atualizado em 09/04/2014 15:23 531 exibições
Milho: Ausência de chuvas alcança 20 dias em Rio Brilhante (MS). Há a perspectiva de geadas nos próximos meses. Rendimento das lavouras deve ser menor nesta safra. No mercado disponível, saca é negociada a R$ 23,00, mas poucos produtores têm o produto para negociar.

Na região de Rio Brilhante (MS), as lavouras de milho sofrem com a ausência de chuvas. Em algumas localidades a estiagem é mais intensa e faz mais de 20 dias que não chove. A situação já tem prejudicado o desenvolvimento das plantações e as perdas podem superar 10%.

Além disso, é preciso ressaltar que parte da safra da região foi cultivada após o período ideal de plantio, que terminou em fevereiro. De acordo com o produtor rural da cidade, Eurípedes Mário Dutra, no final de maio e início de junho, as possibilidades de geada são maiores na localidade e o milho semeado após o dia 10 de março corre o risco de ser atingido por esse evento climático. 

E assim como é observado em outras regiões produtoras do país, o percevejo barriga verde também tem atacado as lavouras de milho safrinha. “Os custos de produção já estão mais altos, ate agora, tivemos que fazer entre 2 a 3 aplicações a mais para tentar controlar a praga”, explica o produtor. 

Diante desse cenário, os produtores já trabalham com uma perspectiva de redução na produtividade das plantações do cereal. Já em relação aos preços, Dutra diz que estão mais altos, no momento, em torno de R$ 23,00 no mercado disponível, mas são poucos os produtores que têm o produto para negociar. 

“Ainda esperamos preços melhores, cerca de R$ 22,00 a R$ 23,00 no mercado futuro. Temos essa expectativa e o produtor rural que conseguir colher, poderá ter uma rentabilidade melhor nesta safra”, finaliza Dutra. 

Por:
Fernanda Custódio
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário