DA REDAÇÃO: Saca de arroz é comercializada a R$ 34,80 e produtores esperam melhora dos preços no final da safra

Publicado em 14/04/2014 19:16 e atualizado em 14/04/2014 19:51 279 exibições
Arroz: Com saca comercializada a R$ 34,80 e colheita favorável, os produtores de arroz do Rio Grande do Sul se dizem satisfeitos com o mercado. Com rendimento de 7.500 kg por hectare, a produção do estado deve ficar entre 8 milhões e 8,200 milhões de toneladas.

Os produtores de arroz do Rio Grande do Sul estão animados com o mercado atual. De  acordo com Henrique Dornelles, presidente da Federarroz, as exportações estão avançando e chegam a 20% acima dos volumes exportados da última safra, dando perspectiva de sustentação aos preços. 

A saca é comercializada a R$ 34,80 saca, segundo Dornelles. "Estávamos confiantes em uma super safra, nossas lavouras, no visual, eram muito boas,  mas infelizmente isso não se confirmou. Vamos produzir algo em torno de 7.500 (kg/hectare)". Dornelles explica que 80% da safra já foi colhida e que os 20% restantes são de arroz plantados fora da época ideal de plantio, por isso a produtividade não deverá ser maior. 

A produção do Rio Grande do Sul, segundo Dornelles, deve ficar entre 8 milhões e 8,200 milhões de toneladas. "É um perfeito equilíbrio entre oferta e demanda".  

O presidente da Federarroz explica que a renda do produtor ainda não cresceu, mas está cobrindo os custos na formação da lavoura. "O que se aumentou para se formar a lavoura corresponde ao preço final da saca.. Eu acredito que hoje estamos exatamente no equilíbrio do custo total da lavoura, com as depreciações... Mas como estamos no final da safra e os preços são bons, a partir daqui o produtor fica mais tranquilo porque sabe que vai realizar lucros nas últimas sacas". 

Dornelles diz acreditar que os produtores venderão suas sacas com preços acima dos praticados atualmente. "Governo federal deve vender um pouco mais de seus estoques para manter o equilíbrio do mercado e nós estamos pedindo aos produtores que façam o escalonamento das vendas de seu produto para manter o mercado abastecido. Nós temos a plena convicção que trabalhamos com um alimento básico da população brasileira e temos responsabilidade de manter o mercado abastecido, é claro que sempre procurando rentabilidade, pois estamos falando de negócios. 

Por:
Fernanda Bellei
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário