DA REDAÇÃO: Café – Produtores iniciam a colheita em Nova Resende (MG) e expectativa de perda é de 10%

Publicado em 22/05/2014 11:10 e atualizado em 22/05/2014 16:26 551 exibições
Café: Produtores iniciam a colheita na região de Nova Resende (MG) e a expectativa de perda é de 10%. Estiagem registada esse ano também deve prejudicar a próxima safra. Na localidade, preços caíram de R$ 460,00 para R$ 400,00, mas cafeicultores não têm o produto para negociar.

Na região de Nova Resende (MG), os produtores rurais iniciaram a colheita do café esta semana e a expectativa de quebra é de 10% na produção. Situação é decorrente do clima seco e as altas temperaturas registradas, especialmente nos meses de janeiro e fevereiro. Em todo o Sul do estado, a quebra pode ser superior a 60%.

Além disso, o cafeicultor da região, Emídio Madeira, explica que os produtores estão gastando mais para fazer uma saca de 60 kg de café. “Antes utilizávamos 8 medidas para uma safra, mas agora o número é de 10 até 11 medidas. Em outras regiões, a medida pode chegar a 13”, explica. 

E os grãos ainda estão pequenos, mas a situação mais grave deve acontecer na próxima safra. A seca registrada esse ano, comprometeu o crescimento das varas e deve impactar na temporada seguinte, conforme relata o cafeicultor. Frente a esse cenário, as perdas para o próximo ano podem ficar ente 25% até 30% da produção em todo o Sul de MG. 

Por outro lado, os preços do café recuaram de R$ 460,00 para R$ 400,00 nas últimas semanas. Ainda assim, o cafeicultor ressalta que a cotação pode ser considerada remuneradora, já que cobre os custos de produção de R$ 350,00 por saca na região de montanha, mas boa parte dos cafeicultores já negociou o produto a preços mais baixos. 

“Nós já conseguimos a renegociação das dívidas, em partes, mas a quebra será grande na próxima safra. Temos que criar uma política para o café, estamos sem representantes”, afirma Madeira. 

Por:
Fernanda Custódio
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário