DA REDAÇÃO: Faxinalzinho-RS relembra assassinato de agricultores por índios, mas conflitos no campo continuam sem solução

Publicado em 28/05/2014 19:19 364 exibições
Questão indígena: O assassinato de dois produtores rurais por índios Kaingangs em Faxinalzinho-RS, há 30 dias, é relembrado no município. Imprensa nacional ignora o fato e autoridades locais e federais não tomam providências para resolver os conflitos no campo.

O assassinato dos irmãos e produtores rurais Anderson e Alcemar de Souza, há 30 dias, em Faxinalzinho-RS,  foi relembrado com o toque de sinos e missa. Os produtores foram mortos a pauladas por índios Kaingangs, que faziam bloqueios em uma estrada local para reivindicar a demarcação de terras. 

Apesar de sua brutalidade, o crime não foi noticiado pela grande imprensa, os índios envolvidos foram presos, mas o clima continua tenso para produtores da região. De acordo com Ido Antônio Marcon, secretário da Agricultura e presidente da Associação dos Moradores de Faxinalzinho, os familiares das vítimas continuam inconsoláveis e sem apoio. “É revoltante, é de dar dó... Eu não sei o que nós fizemos para pagar um preço deste, nós só estamos produzindo alimento para este povo do Brasil e somos tão maltratados deste jeito”. 

Marcon conta que a missa foi celebrada sem a presença de autoridades e mesmo sem um padre. “O povo que está nos gabinetes deveria estar ao lado dos túmulos para ver (que foi) por 10 hectares de terra, que dá 10 campos de futebol... Foram dois homens mortos, uma tristeza imensa”. O secretário de Agricultura afirma ainda os produtores continuam com medo de novos ataques. "A situação nossa aqui é de pavor".   
 

Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário